Esporte

Soares e Melo avançam no Rio Open; Bellucci vence de virada nas duplas

Luiz Pires/Fotojump
Marcelo Melo e Bruno Soares em ação pelas oitavas do Aberto do Rio Imagem: Luiz Pires/Fotojump

Guilherme Costa

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/02/2016 17h53Atualizada em 18/02/2016 23h16

A dupla formada por Marcelo Melo e Bruno Soares passou com muita facilidade pelas oitavas de final do Aberto do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (18) vencendo Orlando Luz e Fabiano de Paula por 2 sets a 0 com parciais de 6/2 e 6/3.

O jogo foi tranquilo para Melo e Soares, que venceram o primeiro set em 30 minutos, demonstrando superioridade em quadra. Melo/Soares conseguiu logo dois aces e, aproveitando os erros de Orlandinho e De Paula, fecharam a etapa.

O segundo set também foi sem dificuldade para a dupla Melo/Soares. Novamente com erros de Orlandinho, Marcelo Melo e Bruno Soares abriram 4 a 2 não permitindo mais reação dos adversários.

"Achei que o jogo foi bom. A gente fez o que precisava fazer bem. As condições aqui do Rio, todo mundo fala em todo ano: o jogo fica muito rápido, a bola voa muito – ainda mais quando está sol. Um bom primeiro saque é muito difícil de devolver, e eu e o Marcelo sacamos bem", analisou Bruno Soares.

Os dois brasileiros não costumam atuar juntos no circuito. Soares venceu o Aberto da Austrália deste ano atuando ao lado de Jamie Murray, e Melo, parceiro de Ivan Dodig, fechou a temporada 2015 como melhor do mundo. O Aberto do Rio de Janeiro, portanto, é uma dar conjunto a uma combinação que deve representar o Brasil nos Jogos Olímpicos deste ano.

"A gente se conhece há muito tempo. A gente sabia o que o outro pensava, a forma de conduzir. A gente conversa bastante nas viradas de lado, e isso elimina conversas entre um ponto e outro. Eu sempre falo isso quando a gente joga junto", contou Melo, que foi homenageado depois do jogo desta quinta-feira: "Fiquei realmente muito surpreso. Esconderam muito bem de mim".

A cotação de Melo e Soares tem sido clara em todo o Aberto do Rio de Janeiro. A dupla é badalada por onde passa no Jockey Club Brasileiro, sede do evento, e foi questionada ao menos três vezes nesta quinta-feira sobre a chance de obter uma medalha nos Jogos Olímpicos.

"Não acho que sejamos favoritos a uma medalha. Somos candidatos, o que é diferente. Para mim os favoritos são os irmãos Bryan. Por mais que eles hoje não estejam jogando no melhor nível", encerrou Melo, citando o conjunto que deve representar os Estados Unidos na Rio-2016. 

Na próxima rodada, Marcelo Melo e Bruno Soares enfrentarão a dupla vencedora de Lajovic/ Thiem x Dolgopolov/Muñoz de la Nava. 

Bellucci também venceu nas duplas

Com uma virada incrível, Thomaz Bellucci  e Marcelo Demoliner conseguiu passar de fase nas duplas do Aberto do Rio. Não foi fácil. Após ficar atrás nos dois sets, no super tie-break, o brasileiro venceu Aljaz Bedene (GBR) e Albert Ramos Vinolas (ESP), por 2 sets a 1, parciais de 6/7, 7/6 e 10/4. 

Brasileira vira esperança após vitória 

Nesta quinta-feira (18), Paula Gonçalves consolidou-se como esperança do país na chave feminina de simples do torneio. Egressa do qualifying, a paulistana que ocupa o 285º lugar no ranking mundial fez 2 sets a 0 na sueca Johanna Larsson, 48º do planeta, com parciais de 6/4 e 6/4, e avançou à terceira rodada.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo