Esporte

Ele adora quebrar raquete e desdenhou de Wimbledon. Nesta semana joga em SP

Fábio Aleixo

Do UOL, em São Paulo

24/02/2016 06h00

Principal nome do Aberto do Brasil que está sendo realizado no clube Pinheiros, em São Paulo, Benoit Paire (20º do mundo) é conhecido pelo seu talento e jogadas de efeito, mas também por seu comportamento explosivo e jeito debochado. Dono de 1 título em sua carreira e quinto melhor francês no ranking mundial na atualidade, Paire é tido como um dos principais quebradores de raquete no circuito mundial.

"Quantas raquetes eu já quebrei? Já quebrei mais raquetes que qualquer um, provavelmente apenas (Marat) Safin está perto de mim", disse o francês em certa ocasião, citando o rival de Guga, que era um conhecido esquentadinho do circuito.

Uma rápida pesquisa na Internet mostra diversos lances de Paire descontando a raiva em seu objeto de trabalho, como pode ser visto no vídeo acima. Não à toa já recebeu algumas multas da ATP por isso.

"Você não precisa estar emocionalmente perturbado para quebrar uma raquete. Pode ser simplesmente um momento de dúvida. Inevitavelmente, alguém com um caráter forte tem mais tendência a fazer isso. Mas alguém calmo, em um momento de impulso, pode fazer isso. Um cara como o Roger Federer quebrou raquetes quando era jovem, assim como o Djoko. O único que eu nunca vi quebrar uma raquete é o Rafa (Nadal)", afirmou ao site We Are Tennis.

"Eu costumava ser muito temperamental, mas à medida que fui crescendo, tenho procurado me acalmar. No início é bom, porque você alivia sua tensão. Mas depois de um momento eu estava quebrando tantas raquetes que não estava mais adiantando", completou Paire, que no ano passado até assustou o rival Marcos Baghdatis ao detonar uma raquete no ATP 500 de Tóquio (JAP).

Sem papas na língua, o atleta de 26 anos, já disse odiar o tradiconal Grand Slam de Wimbledon. Após sua eliminação na primeira rodada de 2014 para o tcheco Lukas Rosol, ele disparou:

"Não estou de todo triste de deixar este lugar. A atmosfera me desagrada profundamente. Simplesmente, eu odeio Wimbledon e estou feliz de sair daqui o mais cedo possível".

Alexandre Carvalho/DGW Comunicação
Benoit Paire durante treino em São Paulo ante de sua estreia Imagem: Alexandre Carvalho/DGW Comunicação

Paire tem um jeito tão debochado que afirmou que viria a São Paulo apenas para se divertir e curtir as baladas. Esta é a primeira vez que joga uma competição no país. Ele foi convidado pela organização.

"Vou para São Paulo para aproveitar as praias, me divertir e tomar todos os tipos possíveis de bebidas alcoólicas", afirmou em entrevista coletiva na semana passada após ser eliminado do ATP 250 de Marselha.

Depois, ele foi informado que não havia praias na cidade de São Paulo e falou com mais seriedade.

"Não há praias em São Paulo? Tudo bem, vou à piscina. Falando sério, eu sou o cabeça de chave número 1 e tenho bioas chances. Não espero fazer milagres, mas darei o meu melhor", disse.

Paire fará a sua estreia no Aberto do Brasil nesta quinta-feira, contra o sérvio Dusan Lajovic.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo