Esporte

Federer salva 3 match points e vai à semi com drama; Murray bate Tsonga

Tony O'Brien/Reuters
Imagem: Tony O'Brien/Reuters

Do UOL, em São Paulo

06/07/2016 12h26

Em um jogo dramático, no qual esteve no “buraco” durante o terceiro set e salvou três "match points" no quarto, o suíço Roger Federer avançou para a semifinal de Wimbledon ao vencer nesta quarta-feira, de virada, o croata Marin Cilic por 3 sets a 2, parciais de 6/7 (4), 4/6, 6/3, 7/6 (9) e 6/3.

Com o resultado, o suíço se isolou como maior vencedor de partidas em um Grand Slam, com 307 triunfos e 50 derrotas. Antiga recordista, Martina Navratilova tem agora uma vitória e um revés a menos. 

Federer esteve perto da eliminação em muitos momentos da partida. Depois de perder os dois primeiros sets sem conseguir ameaçar o saque do rival, o suíço salvou um triplo break point com a partida empatada por 3 a 3 na terceira parcial. Saiu do “buraco”, quebrou o serviço de Cilic na sequência e forçou o quarto set.

Mas tinha muito mais drama por vir. Federer salvou três "match points" ao longo do set, um deles no tie-break, para vencer por 11 a 9 no desempate e forçar o quinto set decisivo. Nele, Federer conseguiu uma quebra no oitavo game e confirmou o saque na sequência para fechar a partida.

O suíço agora enfrenta nas semifinais o canadense Milos Raonic, que venceu o americano Sam Querrey por 3 sets 1, parciais de 6/4, 7/5, 5/7 e 6/4. Querrey era a surpresa de Wimbedon até o momento, tendo vencido Novak Djokovic na terceira rodada.          

Federer tenta chegar em sua terceira final consecutiva em Wimbledon. Ao todo ele tem 17 títulos de Grand Slam, mas não ganha um desde 2012, quando sagrou-se heptacampeão nas gramas de Londres.

Já Cilic, 13º colocado do ranking da ATP, perdeu uma chance de acabar com uma sequência de 12 anos no circuito de tênis. A última vez que um torneio de Grand Slam não teve Federer, Djokovic ou Rafael Nadal na semifinal foi em Roland Garros-2004.

No Twitter

A partida rendeu muitos comentários no Twitter. Veja o que o especialista do UOL Esporte Alexandre Cossenza comentou sobre o jogo:

Murray derruba Tsonga

Tim Ireland/AP
Imagem: Tim Ireland/AP

Em outra "batalha" nesta quarta-feira, o escocês Andy Murray venceu o francês Jo-Wilfried Tsonga por 3 a 2, com parciais de 7/6 (10), 6/1, 3/6, 4/6 e 6/1. O adversário do britânico na semifinal será o tcheco Tomas Berdych.

Murray se encaminhava para uma vitória relativamente tranquila após vencer os dois primeiros sets, mas permitiu a reação de Tsonga na terceira parcial. Só após 3 horas e 54 minutos de jogo o tenista da casa conseguiu fechar a partida.

Com isso, Murray segue como principal candidato a impedir o octocampeonato de Roger Federer em Wimbledon. Já Tsonga adiou o sonho de vencer seu primeiro Grand Slam na carreira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo