Esporte

Wawrinka aproveita cansaço de Del Potro e avança à semifinal do US Open

AP Photo/Seth Wenig
Imagem: AP Photo/Seth Wenig

Do UOL, em São Paulo

08/09/2016 02h20

Stan Wawrinka (3º) e Juan Martin del Potro (142º) fizeram um jogo muito parelho nas quartas de final do Aberto dos EUA, mas o suíço aproveitou o cansaço do argentino para se classificar à semifinal, onde enfrentará o japonês Kei Nishikori.

Na madrugada desta quinta-feira (8), no Arthur Ashe Stadium, Wawrinka fez 3 sets a 1 sobre Delpo, com parciais de 7/6 (5), 4/6, 6/3 e 6/2, em batalha de mais de três horas. Após dois sets muito disputados, com um revés para cada, o medalhista de prata na Rio-2016 começou a dar sinais de cansaço. Na linguagem popular: faltou perna. O número 3 do mundo, então, usou as limitações físicas do rival como caminho da vitória. 

"Não foi fácil, ele é um oponente muito difícil, faz você hesitar. Foi uma partida incrível, estou muito feliz. Delpo é um grande jogador", avaliou Wawrinka. 

Mesmo com o revés, Delpo foi muito aplaudido pelo torcida em Nova York, inclusive com boa presença dos torcedores argentinos, que gritavam "olê, olê, olê, olê, Delpo, Delpo". Ao chegar nas quartas de final, o campeão do Aberto dos EUA em 2009 pulará da 142ª para a 65ª posição no ranking mundial. Ele vinha de dois anos quase desperdiçados, com três cirurgias no punho, mas "renasceu" com grande vitórias e o vice-campeonato na Rio-2016 e jogou em alto nível o último Grand Slam do ano.

Delpo dá trabalho, mas não suporta Wawrinka

Kena Betancur/AFP Photo
Imagem: Kena Betancur/AFP Photo

Juan Martin del Potro começou arrasador. Quebrou o saque de Stan Wawrinka e logo abriu 3 a 0. Quando o argentino vencia por 4 a 1, no entanto, um pedido de atendimento médico do suíço esfriou a partida. Após a breve pausa, o cenário mudou. Wawrinka devolveu a quebra e equilibrou as ações. E assim o jogo seguiu até o tie-break, quando o suíço levou a melhor no detalhe.

Nem as confusas marcações da arbitragem tiraram Delpo do sério no segundo set. O argentino seguiu regular, apostando nas longas trocas de bola e pancadas de direita no fundo da quadra. Wawrinka dava aula de passadas de esquerda, mas errava demais no forehand. Assim, del Potro aproveitou do excesso de erros do rival e conseguiu uma quebra suada para fechar em 6/4.

O terceiro set seguiu na mesma toada do equilíbrio. Os dois jogadores se recusavam a arriscar demais, jogando longos pontos, com muitas trocas de bola. Ambos apostavam no erro e na desconcentração do rival. No nono game, porém, Wawrinka quebrou o saque de Delpo, que não reagir e acabou derrotado em 6/3. 

Após três sets bastante disputados, Delpo chegou à última parcial visivelmente cansado. Sentou, se apoiou nos joelhos, colocou as mãos sobre a cintura. Nem mesmo a tentativa de acelerar a disputa dos pontos lhe ajudou. Assim, Wawrinka logo conseguiu duas quebras para abrir 4/0. Não se via mais aquele equilíbrio dos demais sets. E o número 3 do mundo fechou em 6/2, na parcial mais fácil da partida. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo