Esporte

Murray supera Nishikori em partida mais longa da história do ATP Finals

Reuters / Paul Childs
Murray segue invicto no ATP Finals Imagem: Reuters / Paul Childs

Do UOL, em São Paulo

16/11/2016 16h13

Andy Murray ainda não sabe o que é perder no ATP Finals. Atual líder do ranking mundial, o britânico não teve vida fácil pela frente nesta quarta-feira (16). Pela segunda rodada da competição, Murray até saiu atrás, mas conseguiu reagir e virar para vencer Kei Nishikori (número cinco do mundo) por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (11-9), 6/4 e 6/4, após uma batalha de três horas e 20 minutos de jogo, a mais longa da história do torneio.

Essa foi a segunda vitória do britânico na competição que reúne os oito melhores tenistas do mundo. Antes, na última segunda-feira, ele não teve trabalho para superar Marin Cilic, sétimo do ranking mundial, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2.

Com o triunfo, Murray assume a liderança isolada do grupo e pode se classificar para a semifinal do torneio ainda nesta quarta. Para tal, o croata Marin Cilic precisa conquistar a vitória contra o suíço Stan Wawrinka. A segunda vaga será definida apenas na última rodada da fase de grupos.

BATALHA ÉPICA

A partida teve um começo bastante atípico para o britânico. Vindo de uma série de 20 vitórias consecutivas, Murray cometeu muitos erros ao longo do primeiro set e sofreu para confirmar seus serviços, já que Nishikori mantinha-se absurdamente sólido todo o tempo.

O japonês teve uma grande chance no set logo no 12º game, quando teve um forehand tranquilo para consolidar seu break-point e liquidar o set e acabou batendo a bola no pé da rede. Com a definição no tie-break, Nishikori voltou a ter chances, três para ser exato, e Murray buscou todos. O britânico ainda lutou, mas acabou sendo superado por 11-9.

Deste ponto em diante o jogo virou de lado, Murray arrancou uma quebra logo no primeiro game do segundo set e começou a confirmar seus serviços com extrema facilidade. Apenas mantendo a vantagem, o britânico liquidou o segundo set em 6/4 e empatou a partida.

No terceiro set, a primeira quebra veio já no terceiro game da parcial. Nishikori ainda tentou uma reação no quarto game, mas não obteve sucesso e acabou quebrado novamente no quinto game. Com 5/2 e saque, Murray tinha tudo nas mãos para liquidar o jogo, mas o britânico voltou a errar demais e selou a quebra com uma dupla falta. Sacando novamente em 5/4, Murray confirmou e fechou em 6/4 o último set da partida mais longa da história do ATP Finals, com 3h20 de duração.

Com informações do Lancepress!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo