Esporte

Bellucci despacha top 5 em segunda maior vitória da vida e avança no Rio

CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Bellucci eliminou Kei Nishikori na estreia do Rio Open Imagem: CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

21/02/2017 20h56

Thomaz Bellucci surpreendeu no Rio Open. Nesta terça-feira (21), em sua estreia na competição realizada no Rio de Janeiro, o brasileiro bateu o japonês Kei Nishikori, número 5 do mundo, e avançou à segunda rodada do torneio. A vitória, segunda maior de sua carreira, veio com um 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/3. Agora, ele enfrenta o compatriota e parceiro de dupla Thiago Monteiro nas oitavas de final.

Essa foi a segunda maior vitória da carreira de Bellucci, ficando apenas atrás de um triunfo sobre Andy Murray, hoje número 1 do mundo. Na época, em 2011, o tenista superou o escocês, que era o quarto colocado do ranking da ATP, por 2 sets a 0, avançando às quartas de final do Masters 1000 de Madri, na Espanha - o brasileiro estava na 36ª posição.

"(Minha estreia) foi diferente dos outros anos, sabia que eu poderia ganhar, ele vem de uma final em Buenos Aires, difícil de se adaptar. Consegui fazer um grande jogo, me comportei bem, consegui entrar na quadra... Estou feliz por ganhar dentro do Brasil", disse Bellucci ao Sportv.

No primeiro set, Bellucci mostrou fibra para segurar o ritmo imposto pelo japonês e conseguiu uma quebra em um momento crucial. No nono game, o brasileiro quebrou o saque de Nishikori e precisou apenas confirmar o serviço para fechar a primeira parcial, vencendo 80% dos pontos em que acertou o primeiro saque. O rival, irritado, arremessou a raquete no chão, demonstrando um cansaço mental.

Bellucci voltou com tudo e, logo de cara, não deu chances ao japonês, quebrando o primeiro game do segundo set. Na sequência, confirmou seu serviço com confiança e abriu dois games de vantagem. O problema aconteceu no quarto game, quando o brasileiro abriu 40-0 com duas boas paralelas, mas não conseguiu fechar. Depois de uma dupla falta, foi quebrado e viu Nishikori igualar.

Na sétimo game, Bellucci, sem arriscar muito, demonstrou uma paciência fora do normal para trabalhar bolas e conseguir quebrar mais uma vez Nishikori. No game seguinte, abriu novamente 40-0, mas, desta vez, confirmou o serviço. O rival japonês, já desconcentrado, errou muito, foi quebrado novamente e viu o brasileiro comemorar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo