Topo

Esporte

Depois de 14 anos e 36 vitórias, tenista volta a perder jogo na Copa Davis

Matt Hazlett/Getty Images
Baghdatis perdeu a maior invencibilidade da história da Davis Imagem: Matt Hazlett/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

07/04/2017 15h43

A maior invencibilidade na história da Copa Davis chegou ao fim nesta sexta-feira. O cipriota Marcos Baghdtais (56º colocado do ranking mundial) foi surpreendido pelo tunisiano Moez Echargui (799º).

Em partida de 3h50min de duração, ele foi derrotado por 3 sets a 2, com parciais de 7/5, 7/6 (7/2), 4/6, 4/6 e 6/1. Com o resultado, a Tunísia abriu 2 a 0 contra o Chipre no Zonal 2 Europeu/Africano, o equivalente à terceira divisão do torneio.

A última derrota de Baghdatis, de 31 anos, datava de 2003, quando foi superado pelo georgiano Irakli Labadze por 3 sets a 0.

No ano passado, o cipriota havia se tornado o recordista, com 36 vitórias consecutivas, superando uma marca que pertencia à lenda sueca Björn Borg. Ele alcançou 33 triunfos consecutivos.

Porém diferentemente do sueco, que estava sempre na elite, o recorde de Baghdatis foi construído em divisões inferiores.

Baghdatis tem em sua carreira quatro títulos no circuito da ATP e nove vices. Seu melhor ranking foi alcançado em agosto de 2006, quando ocupou a oitava colocação. Em janeiro daquele ano, havia sido derrotado por Roger Federer na final do Aberto da Austrália.

Até hoje, na Davis, o cipriota tinha 47 vitórias e somente três derrotas. Ele defende o seu país desde o ano de 2000.
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte