Tênis

Ele já ganhou R$ 712 mil sem vencer um jogo na elite do tênis

Al Bello/Getty Images/AFP
Imagem: Al Bello/Getty Images/AFP

Fernando Narazaki*

Do UOL, em Nova York

01/09/2017 07h18

O alemão Maximilian Marterer tem 22 anos, ganhou mais de US$ 225 mil (cerca de R$ 712,8 mil) no circuito profissional de tênis, mas jamais conquistou uma vitória nos torneios da ATP, o primeiro nível da modalidade. E no Aberto dos EUA a história não mudou.

O tenista nascido em Stein foi eliminado pelo norte-americano Donald Young por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 1/6, 6/1 e 6/4, pela primeira rodada da competição. Foi a 14ª derrota em 14 jogos de Marterer nas chaves principais dos eventos da ATP.

O alemão coleciona triunfos em qualifyings (para obter a vaga na chave principal) e tem dois títulos em challengers (o segundo nível de torneios do circuito profissional) e mais seis em futures (o terceiro nivel), mas jamais obteve êxito quando passa ao evento principal, o que provoca o cartel de 0-14 na carreira. Nas duplas, ele também está zerado, com duas derrotas em dois torneios.

A derrota em Flushing Meadows foi a 11ª de Marterer em uma estreia apenas nesta temporada. Porém a situação não abala o jovem de 22 anos. “Penso que a vitória está perto. Tive chances de vencer aqui, mas ele foi mais regular nos quatro sets. A temporada vem me mostrando que posso ganhar de tenistas deste nível”, avaliou.

A animação do alemão vem dos jogos duros que fez contra o francês Gilles Simon (atual 39º do mundo) e o norte-americano Steve Johnson (46º) em Hamburgo e Stuttgart, respectivamente. “Participei de torneios importantes, joguei os quatro Grand Slams pela primeira vez e estou no caminho certo. Sei que são apenas alguns ajustes para vencer”, analisou sem tirar o sorriso do rosto devido à participação inédita nos EUA. “Foi uma ótima experiência”.

E engana-se quem pensa que Marterer é um caso único.Os norte-americanos JC Aragone, Patrick Kypson e Thai-Son Kwiatkowski, o francês Geoffrey Blancaneux e o tcheco Vaclav Safranek também chegaram a Flushing Meadows sem vitórias na elite do tênis e mantiveram o retrospecto zerado em Nova York. Mas só Kwiatkowski havia jogado antes e em apenas em um torneio.

* O jornalista viajou a convite da ESPN

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

UOL Esporte
Redação
EFE
Redação
Blog Saque e Voleio
Fernando Meligeni
AFP
Blog Saque e Voleio
AFP
Redação
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
UOL Esporte
Blog Saque e Voleio
Redação
Blog Saque e Voleio
EFE
UOL Esporte - Futebol
Blog Saque e Voleio
UOL Esporte
Redação
EFE
Blog Saque e Voleio
Blog Saque e Voleio
Redação
UOL Esporte
Redação
AFP
EFE
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
UOL Esporte
Redação
EFE
Redação
UOL Esporte
Redação
AFP
Redação
Redação
Blog Saque e Voleio
Redação
Fernando Meligeni
Blog Saque e Voleio
Redação
Topo