Topo

Tênis

Após despencar no ranking mundial de tênis, Murray rompe parceria com Lendl

AFP PHOTO / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / CLIVE BRUNSKILL
O tenista britânico Andy Murray ao lado do técnico Ivan Lendl Imagem: AFP PHOTO / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / CLIVE BRUNSKILL

Do UOL, em São Paulo

17/11/2017 21h10

Em comunicado divulgado na noite desta sexta-feira, o tenista britânico Andy Murray anunciou o fim da parceria com o técnico Ivan Lendl, nascido na República Tcheca, mas naturalizado norte-americano.

"Estou agradecido ao Ivan por me ajudar e me guiar por esses anos. Nós alcançamos grande sucesso e aprendemos muito como equipe. Meu foco agora é em estar pronto para o Australian Open [em janeiro de 2018] com o time que tenho e voltar a competir", afirmou Murray.  

Após fechar 2016 como o líder do ranking da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), o britânico conquistou apenas um título nesta temporada, o ATP 500 de Dubai, em março, e conviveu com seguidas lesões, despencando para o 16º lugar na lista mundial.

Foi a segunda vez que Murray e Lendl trabalharam juntos. Na primeira parceria, entre 2011 e 2014, o tenista faturou três títulos de Grand Slam e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!