Topo

Tênis

Djokovic é surpreendido por sul-coreano de 21 anos nas oitavas em Melbourne

Saeed Khan/AFP
Novak Djokovic durante jogo contra Hyeon Chung Imagem: Saeed Khan/AFP

Do UOL, com agências internacionais

22/01/2018 09h35

De volta às quadras depois de uma longa ausência, o sérvio Novak Djokovic foi surpreendido pelo sul-coreano Hyeon Chung e deu adeus ao Aberto da Austrália nesta segunda-feira, nas oitavas de final.

Em um jogo que cometeu muitos erros, principalmente nos momentos decisivos, o ex-número um do mundo viu o jovem de 21 anos fazer a partida de sua vida, impor seu ritmo e vencer por 3 sets 0, parciais de 7/6 (7-4), 7/5 e 7/6 (7-3), em três horas e 21 minutos. O sérvio foi dominado do fundo da quadra (39 winners para o sul-coreano, 24 para o sérvio) por um adversário muito ágil e dono de um poder de reação defensivo impressionante.

Chung, que atualmente ocupa a 58ª posição do ranking da ATP, não chegou a Melbourne entre os favoritos, mas emendou uma campanha com vitórias expressivas contra os alemães Mischa Zverev na primeira rodada e Alexander Zverev (4º cabeça-de-chave) nas oitavas. Ele ainda se tornou o primeiro sul-coreano a chegar às quartas de final de um Grand Slam.

Paul Crock/AFP
Hyeon Chung vibra durante vitória sobre Novak Djokovic Imagem: Paul Crock/AFP

"É um sonho que virou realidade", declarou o jovem sul-coreano após a partida. "No tie-break do terceiro set, eu pensei que, de qualquer maneira, teria mais dois sets para ganhar depois. Poderia jogar mais duas horas. Eu sou mais novo que Novak.", analisou Chung na entrevista pós-jogo na Rod Laver Arena, admitindo que tem em Djokovic seu maior ídolo no esporte.

Chung, que se destaca em quadra pela qualidade de seu jogo, mas também por usar grandes óculos brancos, foi campeão do Next Gen ATP Finals, competição promovida pelo circuito no fim da temporada passada para as maiores promessas do tênis. No torneio, o sul-coreano dominou revelações como o canadense Denis Shapovalov e os russos Andrey Rublev e Daniil Medvedev.

Já Djokovic, ausente do circuito desde Wimbledon 2017, se despede de um torneio em que ainda mostrou falta de ritmo devido ao longo período afastado para se recuperar de problemas físicos. Apesar de ter perdido apenas um set, para Gael Monfils, até as oitavas, o sérvio não conseguiu mostrar o alto nível de seu tênis na maioria do tempo.

Seis vezes campeão em Melbourne, Djokovic disputou a edição de 2018 como 14º cabeça-de-chave. Já Chung deve dar um grande salto no ranking, mesmo que perca nas quartas de final.

Por uma vaga na semifinal, o sul-coreano fará um confronto de zebras contra Tennys Sandgren, que eliminou o austríaco Dominic Thiem, quinto cabeça-de-chave, por 3 sets 2, parciais de 6/2, 4/6, 7/6 (7-4), 6/7 (7-9) e 6/3.

Clique aqui e veja todos os resultados da rodada. 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!