Topo

Tênis

Sensação sul-coreana abandona e Federer disputará 7ª final em Melbourne

Dita Alangkara/AP
Roger Federer comemora vitória sobre Hyeon Chung Imagem: Dita Alangkara/AP

Do UOL, em São Paulo

26/01/2018 07h42

Com um incômodo do pé esquerdo por causa de bolhas, o sul-coreano Hyeon Chung abandonou a semifinal do Aberto da Austrália durante o segundo set, o que classificou o suíço Roger Federer para a sua sétima final do Aberto da Austrália após um jogo de 63 minutos. O suíço enfrentará o croata Marin Cilic, domingo, às 6h30 (de Brasília), em busca de sexto título.

Sensação do torneio após ganhou notoriedade ao vencer Novak Djokovic nas oitavas, Chung em nenhum momento ameaçou Federer, que vencia a partida por 6/1 e 5/2 no momento da desistência. Ele já havia pedido atendimento mais cedo para tratar de uma bolha no pé que dificultava a sua movimentação em quadra. Mas a intervenção não diminuiu as dores do sul-coreano.

"É pior do que bolhas comuns. Durante os últimos dias, foi bolha sobre bolha, como em uma camada. No momento, está em carne viva. Eles trataram, tentaram injeções para eliminar a dor, mas não funcionou. Realmente, doeu muito, não podia andar", disse Chung.

Já Federer fez elogios ao rival e disse entender a desistência. "Acredito que o primeiro set foi normal, depois penso que ele estava afetado pelas bolhas, sei que provocam muita dor. Ele tem potência, se chegou tão longe no torneio é porque se sente bem e acredita nele", disse.

Bai Xuefei/Xinhua
Chung recebe atendimento no segundo set Imagem: Bai Xuefei/Xinhua

Federer faz uma campanha até aqui irretocável em Melbourne, sem ceder nenhum set. Na final, o suíço terá pela frente Cilic, tenista que venceu na decisão de Wimbledon em 2017 e só perdeu uma vez em nove confrontos, na semifinal do Aberto dos Estados Unidos de 2014.

Federer disputou sua 15ª semifinal em Melbourne, fase na qual curiosamente tem recorde negativo, agora com sete passagens à decisão. Em finais, porém, o suíço só não venceu em 2009, quando foi derrotado por Rafael Nadal.

Mesmo que vença a decisão, Federer não assumirá a liderança do ranking da ATP, que continuará com Rafael Nadal com a sua campanha encerrada nas quartas de final. O suíço busca seu 20º título de Grand Slam. 

Para Chung, porém, o saldo é altamente positivo apesar da derrota na semifinal. A campanha o fará subir no ranking, no qual atualmente é o 58º colocado. Além disso, com apenas 21 anos, mostrou que tem condições de ser um dos protagonistas do circuito em um futuro próximo.

Clique aqui e veja todos os resultados da rodada. 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!