Topo

Tênis


Tênis

"Você trabalha e vive por momentos como esses", diz Djokovic após título

Djokovic durante a final de Wimbledon contra Roger Federer - Adrian DENNIS / POOL / AFP
Djokovic durante a final de Wimbledon contra Roger Federer Imagem: Adrian DENNIS / POOL / AFP

Do UOL, em São Paulo

14/07/2019 17h42

Neste domingo (14), Novak Djokovic e Roger Federer fizeram um dos jogos mais impressionantes da história do tênis. A partida, que foi a decisão mais longa da história de Wimbledon, foi equilibrada desde o início e determinou o quinto título do sérvio na grama sagrada do All England Club, terceiro Grand Slam no calendário mundial da modalidade. Após a partida, o grande vencedor e atual número um do mundo exaltou o nível da partida e que valoriza esses momentos para seguir intensamente sua carreira como atleta.

" Você trabalha intensamente e vive por momentos como esses. São situações assim que valorizam cada minuto que você está em quadra treinando. Você quer estar em jogos assim e isso é extremamente motivador. Foi um jogo inesquecível. Eu sabia que precisava ficar o mais calmo possível, tentar separar as emoções e fazer tudo que estivesse ao meu alcance", afirmou o atual pentacampeão de Wimbledon.

Foi a primeira vez na história de Wimbledon, na chave de simples masculina, que uma partida alcançou o tiebreak no quinto set após 12/12. A regra, de colocar um game desempate após os 24 games jogados, foi implementada neste ano para evitar jogos extremamente longos e nenhum confronto desta edição tinha registrado esse feito.

Já Federer preferiu não lamentar os dois match-points que teve no quinto set e nem o fato de ter feito quatorze pontos a mais do que Djokovic, e aproveitou a coletiva de imprensa para exaltar seu desempenho e o do oponente sérvio.

"Não fiquei lamentando as chances que tive de fechar o jogo e ganhar o título. Na verdade, estava tentando ver o lado positivo, estava feliz que estava conseguindo jogar em alto nível em um monte do jogo que estava 8/8, 9/9, não lembro exatamente. Novak jogou muito bem, foi uma grande partida", afirmou o suíço.

Com o resultado, Djoko diminuiu a diferença de Grand Slams em relação a Federer: são 16 para o sérvio contra 20 do suíço. Além disso, o campeão de Wimbledon tenta quebrar o recorde de Roger como tenista com mais semanas como líder do ranking mundial, algo que parecia ser quase inalcançável nos dias atuais.

Vale destacar que Djokovic também garantiu vaga para o ATP Finals, torneio que acontece no fim do ano e que reúne os oito melhores tenistas da temporada. Com os dois mil pontos somados, o sérvio se junta a Nadal como os dois únicos atletas que já estão garantidos na próxima edição.