Esporte

Como beisebol e jornalismo esquentaram "guerra" entre Los Angeles e Chicago

Harry How/Getty Images/AFP
Los Angeles Dodgers e Chicago Cubs disputam vaga na final da MLB Imagem: Harry How/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

21/10/2016 06h00

Duas das cidades mais importantes e populosas dos Estados Unidos, Los Angeles e Chicago cultivam rivalidade histórica que vai dos esportes à política. E a final da Liga Nacional de beisebol, uma das conferências da Major League Baseball (MLB), reativou a todo vapor a disputa. Até mesmo dois dos jornais mais respeitados da imprensa norte-americana, que são controlados pelo mesmo grupo econômico, tornaram-se protagonistas da polêmica.

Chicago Cubs e Los Angeles Dodgers disputam uma vaga na grande final da MLB, também conhecida como World Series, equivalente ao Super Bowl da NFL. Quem avançar, enfrentará na decisão o Cleveland Indians. A rivalidade entre as cidades, porém, ultrapassou os limites esportivos e transformou-se em uma disputa na qual temas como corrupção, criminalidade e poluição imiscuíram-se ao beisebol.

Tudo começou com uma coluna no Chicago Tribune, assinada por Rex Huppke, na qual o colunista anunciava o tom do seu texto já no título: “LA, cidade da poluição e do fracasso”. Na coluna, o autor chega a qualificar Los Angeles como uma cidade com “ruas encharcadas de urina”.

O troco não demorou. Poucos dias depois, a pedido dos editores do Los Angeles Times, o conceituado colunista Steve Lopez disparou a cidade rival tendo como pano de fundo a final de conferência da MLB. Em artigo jocoso, ele ironiza a suposta decadência de Chicago entre as principais cidades dos EUA.

Lopez lembrou a opção do treinador Phil Jackson, dono de 11 títulos da NBA, a trocar o Chicago Bulls pelo Los Angeles Lakers. Destacou que diversos milionários de Chicago estão se mudando para Los Angeles para poder dar continuidade à lucratividade de seus negócios. E terminou satirizando símbolos culturais da cidade.

Para incitar ainda mais o clima de rivalidade, o LA Times divulgou a coluna de Lopez em sua conta no Twitter alfinetando o Chicago Tribune. “Hey, @chicagotribune: menos de 15 assassinatos hoje – dia de poucas notícias?”, ironizou o tuíte.

Para entender a provocação, vale lembrar que Chicago é uma das cidades mais violentas dos EUA, com alto índice de assassinatos por dia. A frase gerou muita polêmica e, com efeito, o Times optou por apagá-la.

A troca de farpas entre o Times e o Tribune só aumentou o clima de beligerância nas redes sociais entre os torcedores de Dodgers e Cubs, que disputaram na noite da quinta (20) passada o quinto jogo da final de Conferência da MLB. Os Cubs venceram por 8 a 4 e ficaram a uma vitória da World Series. Os dois times voltam a se enfrentar neste sábado (22) em Chicago.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo