Esporte

A reação de esportistas à eleição de Donald Trump como presidente dos EUA

REUTERS/Carlos Barria
LeBron James foi um dos apoiadores de Hillary Clinton nas eleições americanas Imagem: REUTERS/Carlos Barria

Do UOL, em São Paulo

09/11/2016 16h53

A eleição do republicano Donald Trump na madrugada desta quarta-feira (9) como 45º presidente dos EUA motivou reação imediata de esportistas norte-americanos e pelo mundo nas redes sociais. A maioria mostrou descontentamento com o resultado eleitoral.

A começar pelo basquete, LeBron James postou um longo texto no Instagram no qual se compromete com a juventude, as mulheres e as minorias dos EUA a continuar sendo um exemplo de líder. Ele ainda apelou à fé no futuro.

“Pais e líderes dos nossos filhos por favor deixem que saibam que eles ainda podem mudar o mundo para melhor! Não percam nem um pouco da fé! Eles são o nosso futuro e nós temos que continuar mais fortes do que nunca. Minorias e mulheres saibam que não é o fim, é apenas um obstáculo muito desafiador que vamos ultrapassar”, escreveu James, que subiu no palanque de campanha de Hillary Clinton, candidata democrata derrotada no pleito.

Companheiro de James no bicampeonato do Miami Heat, Dwyane Wade postou um gif com um cachorrinho balançando a cabeça no qual pode-se ler “não quero”.

Ainda na NBA, De Marcus Cousins tuitou um emotion chorando. Enquanto o armador Ricky Rubio escreveu em seu Twitter: “sério América?”.

Do outro lado do Oceano Atlântico, o capitão do Manchester City e zagueiro Vicent Kompany se aprofundou na análise. “Vamos colocar todos os idiotas ao redor no mundo no poder para ver o que acontece”, escreveu o jogador.

Também no futebol, o volante do Bayern de Munique Javi Martínez ironizou a vitória de Trump: “o fim do sonho de jogar na MLS no futuro?”, escreveu o jogador, em tom mais bem-humorado.

Mas nem todos os esportistas lamentaram a vitória de Trump. O golfista Jhon Daly parabenizou o novo presidente dos EUA, a quem chamou de amigo. 

"Parabéns meu grande amigo e presidente dos EUA. Obrigado por colocar os americanos em primeiro lugar", afirmou o golfista, referindo-se ao projeto nacionalista e protecionista proposto por Trump durante as eleições. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo