Esporte

Governo Federal assume gestão do Parque Olímpico em dia de inauguração

Divulgação/ME
Imagem: Divulgação/ME

Do UOL, em São Paulo

23/12/2016 10h12Atualizada em 23/12/2016 15h02

O Parque Olímpico do Rio de Janeiro ganhou nesta sexta-feira a sua versão do Muro dos Campeões. Montado na Via Olímpica - alameda que liga todas as instalações - ele presta homenagem a todos os atletas que ganharam medalhas durante a Olimpíada em agosto.

A inauguração ocorreu durante a cerimônia de transferência da gestão do Parque Olímpico para o Governo Federal e que contou com a presença do prefeito Eduardo Paes e do Ministro do Esporte, Leonardo Picciani. Presidente do Comitê Organizador e do Comitê Olímpico do Brasil, Carlos Arthur Nuzman, também esteve na cerimônia.

Divulgação/ME
Imagem: Divulgação/ME

O  muro contém os nomes dos 2.568 medalhistas da Rio-2016. Ele é formado por dez painéis de aço em curva, cada um com 9 metros de comprimento por 3,4 metros de altura.

"O Ministério do Esporte tem muita segurança de que essa decisão de assumir a gestão do Parque Olímpico foi o caminho mais adequado", afirmou Leonardo Picciani.

"Vamos dedicar este espaço ao treinamento das seleções brasileiras, da base e a projetos de iniciação ao esporte. Estes equipamentos passam a compor o topo da nossa rede nacional de treinamento que está em todas as regiões brasileiras", completou.

"Nos próximos meses vamos anunciar um extenso calendário de competições e eventos a serem realizados no Parque Olímpico", prometeu.

O Ministério do Esporte administrará, na versão legado, as Arenas Cariocas 1 e 2, o Centro Olímpico de Tênis e o Velódromo Olímpico. O plano de uso das instalações será definido em parceria com o COB, por meio de um acordo de cooperação que prevê a criação de um grupo de trabalho. A pasta também dialogará com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), as confederações esportivas e outros atores do setor, com o objetivo de subsidiar os estudos de utilização do Parque. O custo de manutenção dependerá do plano de uso, que contemplará ações para atletas da base ao alto rendimento e incluirá também atividades de inclusão social e esporte educacional.

O Parque Olímpico da Barra e as instalações permanentes do Parque Olímpico de Deodoro integrarão o Centro Olímpico de Treinamento (COT), que ocupará o topo da Rede, formando um legado para a excelência do esporte brasileiro. Ainda no Rio, a Rede Nacional abarca as unidades militares e a Escola de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que foram adaptadas e utilizadas como locais de treinamento durante os Jogos. Faz parte, ainda, o Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), instalado na UFRJ.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo