Esporte

Mídia internacional mostra degradação após Rio-2016: "ruínas e abandono"

AP Photo/Silvia Izquierdo
Estádio Aquático Olímpico em degradação após Rio-2016 Imagem: AP Photo/Silvia Izquierdo

Do UOL, em São Paulo

10/02/2017 08h31

 Pouco mais de seis meses depois da abertura oficial dos Jogos Olímpicos Rio2016 (a cerimônia aconteceu em 5 de agosto de 2016), a situação de degradação dos locais de prova que receberam os atletas e as competições é mostrada com destaques nos principais jornais internacionais.

O abandono no Estádio do Maracanã, palco das competições de futebol, a piscina suja no Maria Lenk e os locais de provas abandonados dentro do Parque Olímpicos foram destacados.

Um dos maiores jornais britânicos, o The Guardian, ressalta o abandono. “Locais de provas da Rio-2016 já estão em ruínas”, diz o título da matéria do jornal, que destaca principalmente a situação do Maracanã.

“O mais alarmante pode ser visto no Maracanã, onde minhocas danificaram a superfície, janelas dentro do estádio foram quebradas, coisas roubadas, 10% dos assentos foram quebrados. Em janeiro, a eletricidade foi cortada por conta de falta de pagamento das contas, que pode chegar aos R$ 3 milhões”, publicou o Guardian.

A reportagem britânica ainda fala das casas para moradores carentes que seriam construídas próxima à região do Parque Olímpico e do campo de golfe que fechou após falhar em conseguir sócios que pagassem para usar o local regularmente. “O único legado é alguma melhora no transporte público”, completa a publicação.

O jornal norte-americano USA Today foi outro a lembrar dos pouco mais de seis meses do começo dos Jogos e a já deterioração dos locais onde as competições foram disputadas.

Novamente as melhorias no transporte público são os únicos pontos bons destacados e as dívidas altas, a deterioração das arenas olímpicas e o abandono da região do Parque Olímpico da Barra são ressaltados. “Rio está afundado em dívidas altas e locais de competições olímpicas vazias”.

Uma das principais agências de notícias alemãs, a DW Sports publicou um vídeo nas redes sociais com imagens atuais das arenas olímpicas em estado de abandono. “Ninguém quer gerenciar as arenas olímpicas”.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo