Topo

Esporte

Presidente do COI pede organização para reconhecer eSports, mas abre portas

Ross Kinnaird/Getty Images
Segundo Thomas Bach, eSports carecem de uma entidade que acompanhe regras do COI Imagem: Ross Kinnaird/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/04/2017 23h26

Os chamados eSports vêm ganhando terreno ao redor do mundo, mas ainda estão distantes de uma Olimpíada, por exemplo. Pelo menos, segundo o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

“Ainda não está 100% claro se eSports são realmente esporte, considerando a atividade física e o que precisa para ser considerado esporte”, disse Bach nesta terça-feira, de acordo com o site insidethegames.

“Não vemos uma organização ou uma estrutura que nos dará confiança ou garantia de que, nesta área, as regras olímpicas e os valores do esporte são respeitados e em vigor, e que a implantação destas regras são monitoradas e asseguradas”, completou.

Os eSports farão parte do programa de modalidades dos Jogos Asiáticos de 2022, e são apoiados pelo presidente da candidatura de Los Angeles à cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2024, Casey Wasserman. No entanto, ainda não têm o reconhecimento do COI; para tal, precisam de uma entidade internacional reconhecida pelo COI que regulamente a modalidade, entre outras exigências.

Mesmo assim, Bach não fecha as portas para a novidade. “Vemos o elevado engajamento da juventude em eSports. No entanto, temos que considerar com cautela como isso pode se consolidar”, completou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte