Esporte

Em busca da liberdade, OJ Simpson é amigo dos guardas e tem regalias

AP Photo/Ethan Miller
OJ Simpson, durante audiência de apelação da sentença por roubo à mão armada e sequestro Imagem: AP Photo/Ethan Miller

Do UOL, em São Paulo

19/07/2017 18h25

OJ Simpson pode deixar a prisão nesta quinta-feira (20) mais de nove anos após começar a cumprir pena por roubo à mão armada e sequestro. Preso em uma penitenciária em Nevada, nos Estados Unidos, o ex-jogador de futebol americano terá uma audiência para tentar conseguir liberdade condicional.

Assim como o famoso julgamento em 1994, a audiência será transmitida em por uma série de redes de televisão, dentre elas a "ESPN" americana. Naquela ocasião, OJ havia sido acusado de matar a ex-mulher Nicole Brown e o amigo dela Ron Goldman. O ex-jogador de futebol americano acabou absolvido, em um caso que envolveu tensão racial e parou os Estados Unidos.

Já no crime cometido em 2007, OJ se envolveu em uma confusão dentro de um cassino em Las Vegas, nos Estados Unidos. No episódio, o ex-jogador invadiu um quarto de hotel armado em busca de souvenires de seus tempos como atleta, acompanhado de alguns capangas. Simpson alegava que as relíquias de sua fase na NFL ainda pertenciam a ele, e não aos dois vendedores envolvidos. Um ano depois, acabou condenado.

Amigo dos guardas e treinos de softbol: a vida de OJ na prisão

AP Photo/Julie Jacobson
Imagem: AP Photo/Julie Jacobson

Um dia antes da audiência que pode conceder a liberdade a OJ, a rede americana “CNN” mostrou como tem sido a vida do ex-jogador em Locelock, uma penitenciária de segurança média nos Estados Unidos. Longe de confusão, Simpson tem se dividido entre jogar fantasy de futebol americano, treinar o time de softbol do presídio e cuidar da alimentação – após engordar comendo mal, OJ perdeu 36kg.

“Ele juntou todo mundo, os negros, os mexicanos, os skinheads...”, afirmou Tom Scotto, um dos amigos de OJ que costumam visitá-lo na prisão. De acordo com ele, o ex-jogador tem boa relação com os guardas, que costumam chama-lo de Nordberg, personagem de OJ Simpson no filme “Corra que a Polícia Vem Aí”.

A boa relação com os presos e os guardas renderam algumas regalias a OJ na prisão. Jeffrey Felix, ex-guarda da penitenciária, afirmou que constantemente Simpson cortava a fila da refeição. “Todo mundo compreendia, porque é o estilo de vida em Lovelock”.

Por causa de seu retrospecto nos esportes, OJ se tornou técnico do time de softbol da prisão. Classificado como um treinador estudioso e muito competitivo, Simpson guiou seu time a dois títulos no torneio do presídio.

“Ele tentava fazer com que a gente se aproveitasse das regras. Ele conhecia as regras muito bem, era um técnico muito estudioso”, contou um ex-preso de nome Lewis. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo