Esporte

Como a série 'Friends' tem ajudado jogadores de diferentes equipes nos EUA

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

19/09/2017 04h00

A premiada série "Friends" foi exibida originalmente entre 1994 e 2004 e faz muito sucesso desde então. Mesmo tanto tempo após seu fim, a atração continua sendo vista por muita gente. E entre os jogadores da MLB, a liga profissional de beisebol, o programa tem um valor especial: virou uma ferramenta para quem quer aprender inglês.

Parte dos latinos da liga usa "Friends" para aprender ou evoluir no inglês. O The New York Times conversou com alguns atletas e mostra que a série tem lugar garantido na programação de jogadores nascidos em países como Venezuela, México e República Dominicana e que atuam em times como New York Yankees, Arizona Diamondbacks e Texas Rangers.

Bob Levey/Getty Images
Wilmer Flores diz que já assistiu à série inteira pelo menos 7 vezes Imagem: Bob Levey/Getty Images

O venezuelano Wilmer Flores, do New York Mets, é apontado como o maior fã de Friends da MLB. O jogador de 26 anos diz que já assistiu à série inteira pelo menos sete vezes (Friends teve 236 episódios divididos em dez temporadas), fez questão de visitar o estúdio onde ela era gravada e ainda escolheu a música tema para tocar nos jogos em casa quando chega sua vez de rebater.

Flores ainda comprou todos os DVDs quando estava aprendendo inglês. “O básico do idioma você aprende na sala de aula, mas para falar mesmo, você aprende no seu time, nas ruas ou na televisão”, argumentou ele.

Assim como Flores, o também venezuelano Freddy Galvis diz que teve só um contato superficial com o inglês quando estudava em seu país natal. Mas Friends foi decisivo no aprendizado tardio do novo idioma.

“Você compara o que está acontecendo com o que eles estão dizendo. Você pode não aprender 100% do inglês assim, mas aprende a fazer essas associações”, diz Galvis, que revelou ter assistido à série completa cinco vezes.

“Então sempre vejo os mesmos episódios e ouço minha mulher perguntando: ‘de novo esse?’”, contou Galvis.

Questionada pelo “The New York Times” sobre essa influência positiva de Friends, uma das criadoras da série, Marta Kauffman, não escondeu sua alegria.

“Você sempre quer que as pessoas curtam e digam que gostaram muito. Mas você nunca espera atingir algo como isso, então me sinto realmente feliz. E ao jogador cuja esposa fica brava por ele assistir tanto à série, eu peço desculpa”, declarou Marta, num humor que faz jus a sua bem sucedida criação televisiva.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo