Topo

Esporte

Em meio a julgamento, dirigentes deixam federação de ginástica dos EUA

Brendan McDermid/Reuters
Demissões ocorreram durante julgamento do ex-médico Larry Nassar Imagem: Brendan McDermid/Reuters

Do UOL, em São Paulo

22/01/2018 17h32

Presidente e dois membros da mesa de diretores da federação americana de ginástica artística (USA Gymnastics pediram demissão nesta segunda-feira (22), enquanto ocorre o julgamento do ex-médico da entidade, Larry Nassar, condenado por abusos sexuais a menores de idade.

Paul Parilla, presidente da mesa de diretores entidade, seu vice Jay Binder e a tesoureira Bitsy Kelley anunciaram suas saídas, confirmadas pelo presidente da USA Gymnastics, Kerry Perry. “Apoiamos a decisão de se demitirem neste momento. Acreditamos que esse passo permitirá que implementemos mudanças efetivas para mudanças dentro da nossa organização”, disse, em um comunicado publicado pelo Twitter.

A USA Gymnastics foi alvo de críticas de atletas campeãs olímpicas abusadas por Nassar, médico indicado pela entidade para o tratamento de atletas da modalidade.

Dentre elas esteve Aly Raisman, que afirmou, em entrevista à “ESPN”, que a federação pediu silêncio das ginastas a respeito dos casos de abuso de Nassar.

“Foi dito (pela federação de ginástica) para eu ficar quieta. Penso que quando alguém está no poder e está dizendo para ficar quieta, logo quando você percebe que está sendo abusada, acredito que é uma ameaça, especialmente quando a primeira preocupação deveria ser a garantia de que estava bem, ter informações sobre mim e ver se outras colegas também foram abusadas”, declarou.

As demissões ocorreram no quinto dia de depoimentos de mulheres que foram abusadas por Larry Nassar. O julgamento começou na última terça-feira e deve ser concluído nesta semana. Nassar já foi condenado a 60 anos de cadeia por pedofilia em outro caso judicial. Neste que está em curso, mais de 140 vítimas de seus abusos devem depor no tribunal do condado de Ingham, estado de Michigan.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte