Topo

Esporte

Ministro russo diz que EUA orquestraram veto olímpico a atletas do país

Franck Fife/Pool Photo via AP
Atletas da Rússia desfilaram sem bandeira do país na abertura dos Jogos de Pyeongchang Imagem: Franck Fife/Pool Photo via AP

Do UOL, em São Paulo

12/02/2018 16h51

O ministro do exterior da Rússia, Sergey Lavrov, afirmou nesta segunda-feira que os Estados Unidos ajudaram a orquestrar as alegações de doping contra atletas russos, que resultaram no veto ao país na Olimpíada de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Em entrevista ao canal estatal "Rússia-1", Lavrov definiu os Jogos de Inverno como "uma competição injusta".

"Os americanos aparentemente não podem nos derrotar de maneira justa. Eles acreditam que preservar a liderança global nos esportes requer afastar (os adversários) da competição", declarou o ministro do exterior.

O Comitê Olímpico Internacional suspendeu a Rússia da Olimpíada de Inverno em dezembro passado, após duas investigações conduzidas pela Agência Mundial Antidoping, que encontrou evidências de um sistema nacional de uso de substâncias proibidas.

Apesar da suspensão imposta pelo COI, mais de 100 atletas russos estão disputando os Jogos de Pyeongchang, competindo sem nação, sob a bandeira olímpica.

Competição alternativa

O governo russo anunciou nesta segunda-feira a realização de eventos paralelos à Olimpíada de Inverno, para contemplar os atletas e para atletas do país que foram punidos pela suspensão do COI.

"Apoiamos nossos esportistas que se encontra lá (em Pyeongchang) em condições muito complicadas. Porém, mais sofrem aqueles que não puderam ir aos Jogos Olímpicos", declarou o primeiro-ministro Dmitri Medvédev.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte