Topo

Esporte


Trump celebra perdas da Nike por ação com Kaepernick: Morta com os boicotes

Kevin Lamarque/Reuters
Imagem: Kevin Lamarque/Reuters

Do UOL, em São Paulo

05/09/2018 12h13

Donald Trump usou o Twitter para voltar a atacar a NFL. O presidente dos Estados Unidos aproveitou a polêmica envolvendo a escolha da Nike para ter Colin Kaepernick, ex-quarterback da liga de futebol americano, como garoto-propaganda de sua campanha de 30 anos do slogan "Just do It".

"Assim como a NFL, que teve sua avaliação despencando, Nike está sendo absolutamente morta com raiva e boicotes. Gostaria de saber se eles tinham alguma ideia de que seria assim. Sobre a NFL, acho difícil de assistir, e sempre acharei, até que eles se levantem para a bandeira!", escreveu Trump.

Trump já havia feito críticas à Nike na última terça-feira. "Acho que é uma terrível mensagem que eles estão passando, e o propósito que têm ao fazer isso. Talvez haja uma razão para eles fazerem, mas acho que, no que diz respeito a mensagem, é uma mensagem terrível e uma mensagem que não deveria ser enviada. Não há razão para isso", disse o presidente dos Estados Unidos.

A decisão da Nike de usar Kaepernick em sua campanha publicitária gerou algumas críticas negativas nas redes sociais. Pessoas que eram contra o gesto de se ajoelhar durante o hino nacional passaram a postar vídeos em que apareciam queimando tênis da marca.

A polêmica ainda fez o valor de mercado da companhia despencar, em uma perda de aproximadamente US$ 3,75 bilhões (R$ 15 bilhões) após o anúncio. Ações da empresa chegaram a cair 4% após a hashtag #NikeBoycott ganhar destaque nas redes sociais.

Se muitos ficaram furiosos com a escolha da empresa, houve também quem defendesse a escolha do jogador da NFL para a propaganda. Diversas pessoas passaram a postar fotos de produtos da Nike que haviam acabado de comprar para apoiar a opção por Kaepernick.

Mais Esporte