Topo

Esporte

Dois ex-jogadores de beisebol são mortos em emboscada, na Venezuela

Nestor Vivas/AP Photo
Luis Valbuena e Jose Castillo são velados, em estádio em Barquisimeto, na Venezuela Imagem: Nestor Vivas/AP Photo

Do UOL, em São Paulo

08/12/2018 13h05

Dois ex-jogadores venezuelanos da MLB, liga norte-americana profissional da modalidade, morreram em um acidente de carro provocado por assaltantes, na madrugada desta sexta-feira (7), enquanto retornavam a Barquisimeto, no estado de Lara, na região oeste da Venezuela, horas depois de jogarem em Caracas. 

De acordo com o governador do estado de Yaracuy, Julio Leon Heredia, Luis Valbuena, de 33 anos, e Jose Castillo, 37, bateram o carro quando tentavam desviar de um objeto atirado na rodovia. Depois da colisão, o veículo foi saqueado pelos criminosos. Outros dois atletas que também estavam no carro, um deles na direção, ficaram feridos. 

Jogadores do Cardenales de Lara, os quatro retornavam da partida contra o Leones del Caracas, pela Liga Venezuelana de Beisebol Profissional (LVBP). O velório dos dois jogadores foi realizado no Estádio Antonio Herrera Gutiérrez, casa do Lara. A LVBP cancelou todos os jogos desta sexta e anunciou luto por três dias, com bandeiras a meio mastro em todos os estádios. 

Em entrevista à rádio Union, o presidente da LVBP, Juan Jose Avila, afirmou que considera proibir que jogadores viajem em carros particulares após as partidas, os obrigando a ir em ônibus com os outros colegas. 

Nas férias da MLB, entre outubro e março, é comum que alguns jogadores atuem por equipes de outras ligas na América Latina. É o caso, por exemplo, do brasileiro Paulo Orlando, que defende justamente o Cardenales de Lara. 

Primeiro brasileiro campeão da MLB, em 2015, com o Kansas City Royals, Orlando lamentou a morte dos companheiros em suas redes sociais. "Horas antes dessa tragédia, estávamos todos juntos sorrindo e fui tão bem recebido por esses dois grandes amigos que o beisebol me proporcionou. Só peço a Deus que dê forças a todos os familiares e amigos nesse momento. Sempre estarão em nossos corações. Descansem em paz", colocou o brasileiro. 

"Me uno ao luto que oprimiu a família de beisebol venezuelana e todos os seus fãs", declarou, em nota, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro. 

Por meio de um comunicado oficial, Rob Manfred, comissário da MLB, definiu este como "um dia muito triste para nosso esporte". "É claro pelas histórias que ouvimos hoje que eles amavam o beisebol e causaram um impacto nos seus colegas e no clube que representavam [...] Expresso minhas mais profundas condolências às suas famílias, amigos e torcedores, particularmente aos que estão na Venezuela", completou Manfred. 

Sem clube na MLB desde agosto, quando foi dispensado pelo Los Angeles Angels, onde estava desde 2017. Após estrear pelo Seattle Mariners, em 2008, passou por Cleveland Indians, de 2009 a 2011, Chicago Cubs, de 2012 a 2014, e Houston Astros, em 2015 e 2016. 

Jose Castillo não atuava na MLB desde 2008, quando jogou por San Francisco Giants e Houston Astros. Antes disso, defendeu o Pittsburgh Pirates entre 2004 e 2007. 

Mais Esporte