Topo

Judoca nascido no Japão encaixa ippon 'relâmpago' e garante ouro brasileiro

Eduardo Yudy comemora conquista do ouro na categoria meio médio do judô no Pan -  Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br
Eduardo Yudy comemora conquista do ouro na categoria meio médio do judô no Pan Imagem: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Adriano Wilkson

Do UOL, em Lima (Peru)

10/08/2019 20h21

O brasileiro Eduardo Yudy precisou de menos de meio minuto para conquistar a medalha de ouro na categoria meio médio (até 81 kg) do judô nos Jogos Pan-Americanos, o quarto do Brasil na modalidade em Lima.

Yudy, que nasceu na cidade japonesa de Shimotsuma, conseguiu um ippon contra o dominicano Medickson Del Orbe em apenas 18 segundos para conseguir a vitória na final. Antes, já havia derrotado na primeira luta o argentino Luis Vega e na semifinal o americano Jack Hatton, vencida também com um ippon no golden score, o tempo extra para desempate após os quatro minutos regulamentares.

"Eu estava bem focado para conseguir essa medalha para o Brasil", afirmou o judoca, que foi morar no Brasil aos 19 anos. "Antes de entrar eu já sabia o que queria fazer, só não sabia se ia dar certo. Surgiu a oportunidade e fiz." Yudy já conhecia o estilo de Del Orbe, por tê-lo estudado em vídeos na internet. "Eu já sabia o que queria e sabia como jogar ele. Esse era o meu golpe mais forte."

Filho de imigrantes brasileiros que foram morar no Japão, Yudy citou judocas como Flávio Canto e Thiago Camilo como suas inspirações no esporte.

"A minha base vem do Japão. Só que eu acho que comecei a crescer mesmo no Brasil, onde comecei a ter contato com o judô internacional. Isso deu mais oportunidade de conhecer estilos de judô diferentes."

Além do ouro de Yudy, o judô brasileiro teve uma medalha de bronze conquistada neste sábado por Aléxia Castilhos na categoria meio médio (até 63 kg), com vitória sobre a equatoriana Estefania García.

Outros brasileiros que lutaram neste sábado, Ellen Santana e Rafael Macedo acabaram sem medalhas na categoria médio. Na masculina (até 90 kg), Macedo acabou derrotado na decisão do bronze pelo peruano Yuta Galarreta, enquanto na feminina (até 70 kg) Santana perdeu nas quartas de final para a venezuelana Elvismar Rodriguez e voltou a ser derrotada na repescagem contra a jamaicana Ebony Drysdale.