UOL Esporte Últimas Notícias
 
09/02/2011 - 22h54

Brasil perde para a França e mantém jejum de 19 anos

PARIS, 9 Fev 2011 (AFP) -A França venceu o Brasil por 1 a 0, nesta quarta-feira em Paris, com um gol de Karim Benzema aos 54 minutos, e impediu a seleção brasileira, que jogou desde os 40 minutos com apenas dez homens - após a expulsão de Hernanes -, de apagar da memória a histórica derrota para os franceses na final do Mundial de 1998.

Quase treze anos após a partida na qual a França venceu por 3 a 0 a seleção brasileira e levou o título mundial no mesmo palco, o Stade de France de Saint Denis, o Brasil voltou a sair derrotado e sem marcar nenhum gol.

A seleção brasileira não vence a França desde 1992, com quatro vitórias francesas e dois empates.

"A expulsão influenciou bastante. Eles tiveram primeiro uma chance de Benzema, mas depois a seleção encontrou bem sua posição. Recuperamos bolas e começávamos a chegar melhor. No segundo tempo, a situação mudou ao ter um a menos", disse o técnico brasileiro, Mano Menezes.

O Brasil perdeu quase todas as suas chances de vencer a partida quando, aos 40 minutos, o volante Hernanes foi expulso, ao chegar tarde em uma bola e cravar o pé no peito de Karim Benzema, em uma ação que lembrou a entrada do holandês Nigel De Jong no espanhol Xabi Alonso na final da África do Sul-2010.

E a desvantagem foi refletida imediatamente no placar, já que aos 54 minutos Jeremy Menez recebeu pela direita e cruzou rasteiro, deixando para Benzema empurrar para o gol.

Mano Menezes colocou em campo uma equipe que misturava veteranos, como o goleiro Julio César, que voltava à seleção após o Mundial-2010, Daniel Alves e Robinho, e vários jovens, entre eles o estreante Renato Augusto, meio-campo do Bayer Leverkusen.

A França, por sua vez, jogou com a base da equipe que venceu em novembro a Inglaterra em Wembley, com a ausência do lesionado Samir Nasri, e a presença de veteranos como Eric Abidal e Florent Malouda, junto a jovens como o meio-campo Yann Mvila e o atacante Jeremy Menez.

"Estamos felizes com o resultado. O fato de ter jogado um grupo de onze contra dez (após a expulsão de Hernanes aos 40 minutos) tornou evidentemente mais fácil, mas jogamos bem e fomos bons na maneira de fazer a bola circular", destacou o técnico francês, Laurent Blanc.

A França teve a primeira boa chance de gol da partida, aos 9 minutos, quando Karim Benzema se livrou de dois zagueiros e chutou cruzado, fazendo a bola passar raspando na trave de Julio César.

O primeiro ataque brasileiro ao gol de Hugo Lloris ocorreu aos 13 minutos, com um chute de Alexandre Pato que passou por cima da trave.

Em um duelo equilibrado, o Brasil teve maior posse de bola no primeiro tempo e sua pressão no meio de campo complicou a seleção francesa, que não conseguia se aproximar da área brasileira, mas a expulsão de Hernanes a cinco minutos do intervalo foi decisiva para o resto da partida.

No segundo tempo, Mano Menezes, com um jogador a menos em campo, tentou controlar o resultado e evitar uma derrota ainda maior, e o Brasil não levou perigo, enquanto no lado francês o jogador mais ativo era Karim Benzema, com vários ataques perigosos.

Benzema, muito incisivo durante toda a partida e longe da imagem do jogador apático do Real Madrid, teve duas boas chances no segundo tempo, nos minutos 48 e 61, que não se converteram em gols graças a Thiago Silva e Julio César.

O público do Stade de France aplaudiu muito Benzema quando o jogador foi substituído por Kevin Gameiro, a seis minutos do fim.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host