Topo

Esporte

Micronésia sofre goleada de 46 a 0 e pede ajuda da Fifa

Da AFP

07/07/2015 06h56

A Micronésia sofreu uma nova humilhação ao ser goleada por 46 a 0 por Vanuatu nesta terça-feira, um dos placares mais elásticos da história do futebol internacional, nos Jogos do Pacífico, e pediu a ajuda da Fifa.

A seleção da Micronésia perdeu as duas primeiras partidas da fase de grupos por 38 a 0, para Fiji, e por 30 a 0, para o Taiti. A equipe sofreu 114 gols em apenas três jogos no torneio, disputado em Papua Nova Guiné.

O técnico da Micronésia, o australiano Stan Foster, admitiu que foi uma partida de "meninos contra homens" e pediu à Fifa que reconheça a equipe oficialmente, para que o país entre no ranking da entidade, o que abriria a porta para uma ajuda técnica. "Espero que a Fifa venha na próxima semana para uma inspeção e possamos nos afiliar à Ásia", disse Foster. "Se isto acontecer, poderemos atrair assistência técnica e tudo o que virá com isto. Será um grande estímulo", afirmou.

Na partida desta terça-feira, Vanuatu, número 200 no ranking da Fifa, venceu o primeiro tempo por 24 a 0, mas não reduziu o ritmo na etapa final. O atacante Jean Kaltack fez 16 gols e assumiu a artilharia do torneio. Os organizadores afirmaram que esta foi a maior goleada da história do futebol internacional, superando amplamente o triunfo de 31 a 0 da Austrália sobre Samoa em 2001.

Mas a Micronésia não é membro da Fifa e o torneio é da categoria Sub-23, o que significa que provavelmente o resultado não entrará no livro dos recordes. Depois da goleada em 2001, Samoa conseguiu a primeira vitória em uma partida internacional 10 anos depois, contra Tonga.

Mais Esporte