Esporte

Messi cogita encerrar a carreira na Argentina

13/01/2016 16h25

Barcelona, 13 Jan 2016 (AFP) - O craque argentino Lionel Messi, que acaba de conquistar sua quinta Bola de Ouro, reiterou em entrevista publicada nesta quarta-feira no site da Fifa que gostaria de encerrar sua carreira em seu país.

"Sim, eu sempre disse isso. Porque é um sonho de criança, embora minha situação tenha feito com que saísse muito cedo do país, por isso não foi possível. Acabei indo para a Europa, para jogar no Barcelona, mas eu gostaria, sim, de voltar um dia ao futebol argentino", afirmou 'La Pulga'.

Na segunda-feira, o argentino de 28 anos se tornou o primeiro jogador da história a somar cinco bolas de ouro, o troféu que premia o melhor jogador do mundo, depois de conquistá-lo quatro vezes seguidas, de 2009 a 2012.

"Nunca imaginei algo assim. Desde que ganhei o primeiro, em 2009, muitas coisas mudaram. Cresci e aprendi muito, tanto no futebol quanto na vida. Só me resta agradecer e compartilhar esse prêmio com todas as pessoas que gostam de mim, que me apoiam, tanto em Barcelona como na Argentina", continuou o craque.

Elogios a Neymar e SuárezMessi foi o grande destaque do ano de 2015 espetacular do Barça, que abocanhou cinco títulos de seis possíveis, mas para isso contou com a ajuda valiosa dos outros dois integrantes do trio 'MSN', Neymar e Luis Suárez.

"Acho que existe uma boa química entre nos três, tanto dentro quanto fora de campo. Isso também se deve ao tipo de pessoa que somos. Todos queremos o melhor para a equipe, para o bem do grupo", exaltou o argentino, que tem um carinho especial por Neymar.

"Eu me dou muito bem com ele. Desde o primeiro dia que chegou ao clube, sempre disse maravilhas sobre mim", brincou o camisa 10, lembrando que o brasileiro disse logo na sua primeira entrevista coletiva como atleta do Barça que veio "para somar e ajudar o Messi a continuar a ser o melhor do mundo".

O dono de cinco Bolas de Ouro também rasgou elogios a Suárez. "Hoje, se trata do melhor camisa 9 do mundo. É um prazer jogar ao lado dele, por tudo que ele dá pela equipe", explicou.

O único ponto negativo do ano 2015 de Messi foi o vice-campeonato na Copa América, com derrota nos pênaltis para o anfitrião Chile na decisão, que o impediu de levantar o primeiro troféu com a seleção principal da Argentina, um ano depois de perder a final da Copa do Mundo para a Alemanha.

'La Pulga' espera acabar com o tabu em junho, na Copa América do Centenário, que acontece nos Estados Unidos.

"Tomara que consigamos. Está na hora de acabar com o jejum e conquistar o título com a seleção. Merecemos isso, depois de tanta luta. Disputamos várias finais sem ganhá-las, mas o nosso momento vai chegar", completou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo