Esporte

Fifa proíbe Real Madrid e Atlético de contratar por um ano

14/01/2016 17h49

Zurique, Suíça, 14 Jan 2016 (AFP) - Os dois principais clubes da capital da Espanha, Real Madrid e Atlético Madrid, não poderão contratar jogadores durante um ano por terem violado o regulamento sobre a transferência de menores de 18 anos, como já aconteceu com o Barcelona, anunciou a Fifa.

A proibição será aplicada durante as duas próximas janelas de contratação na Europa, verão (inverno no Brasil) de 2016 e inverno de 2016/2017 (verão no Brasil). Os clubes também foram multados: o Atlético terá que pagar 900.000 francos suíços (821.000 euros) e o Real Madrid 360.000 francos suíços (328.000 euros).

"Foi constatado que os dois clubes violaram vários dispositivos relacionados às contratações e ao primeiro registro de jogadores menores de idade estrangeiros, assim como outros que dizem respeito à inscrição e participação de jogadores em determinadas competições", afirma a Fifa em um comunicado.

"Os dois clubes serão proibidos de contratar e liberar qualquer jogador nacional ou estrangeiro durante os próximos dois períodos de contratação integrais. Esta proibição, que não afeta de modo algum o atual mercado, já que este foi aberto antes da notificação da presente decisão, será aplicado a ambos os clubes em seu conjunto - com exceção dos times femininos, e as equipes de futebol de salão e futebol de praia -, e não inclui a venda de jogadores", completa o comunicado.

Segundo a decisão da Fifa, os clubes receberam um prazo de 90 dias para regularizar a situação de todos os menores afetados.

- Real e Atlético irão apelar -Após o anúncio da suspensão, Real Madrid e Atlético se mostraram surpresos com a punição e afirmaram que irão recorrer, enquanto a a Liga Espanhola considerou a decisão da Fifa "desproporcional".

Em comunicado, o Real anunciou que irá "recorrer da decisão da Fifa em todas as instâncias esportivas por considerá-la improcedente".

O clube se defendeu, afirmando que os jogadores menores de idade sempre foram inscritos na Federação Espanhola (RFEF) antes de jogar e que sempre cumpriu as normas Fifa referentes à incorporação de menores estrangeiros.

o Atlético de Madri também se manifestou, considerando a punição injusta.

"Vamos recorrer, acreditamos que temos razão, acho que é uma injustiça", declarou a jornalistas o presidente do Atlético, Enrique Cerezo.

"Não poder contratar é um problema, porque, indiscutivelmente, as temporadas são muito longas e jogadores sempre acabam fazendo falta", completou.

"Por sorte, temos um elenco muito amplo, um elenco bom, com pessoas muito jovens, então poderemos superar estas duas janelas sem contratações", afirmou o presidente do clube.

O caso do Atlético e o Real Madrid sucede o do Barcelona, que foi punido pelos mesmo motivo e não pôde contratar jogadores entre 1 de setembro de 2014 e 1 de janeiro de 2016.

Com isso, o Barça teve que esperar até a abertura do mercado de inverno para poder inscrever Aleix Vidal e o turco Arda Turan, contratados no meio do ano, mas que só puderam estrear oficialmente no clube catalão em 2016.

bur-pr/fp/am

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo