Esporte

PSG x Chelsea abre as oitavas de final reeditando duelo dos últimos dois anos

15/02/2016 17h54

Paris, 15 Fev 2016 (AFP) - Os atuais campeões francês e inglês, Paris Saint-Germain e Chelsea, inauguram as oitavas de final da Liga dos Campeões se enfrentando na partida de ida de um dos confrontos mais esperados da competição, nesta terça-feira, no Parque dos Príncipes da capital francesa.

Pela terceira vez nas últimas três edições da Champions, parisienses e londrinos, dois dos elencos mais caros do mundo, medem forças em busca da glória continental.

Em 2014, o Chelsea levou a melhor nas quartas de final, enquanto Zlatan Ibrahimovic e companhia se vingaram no ano seguinte, eliminando os 'Blues' dentro de Stamford Bridge na prorrogação com um jogador a menos por quase toda a partida.

As duas equipes encaram o duelo decisivo em situações muito diferentes em seus campeonatos locais. Enquanto o PSG é o virtual campeão da Ligue 1, com 24 pontos de vantagem sobre o Monaco (2º), o Chelsea passou boa parte da temporada brigando para não entrar na zona de rebaixamento e só começou a se recuperar com a saída do técnico português José Mourinho, substituido pelo holandês Guus Hiddink.

Desde que assumiu o cargo, Hiddink não sabe o que é perder, com seis vitórias e seis empates, incluíndo a goleada de 5 a 1 sobre o Newcastle, na última rodada da Premier League.

"Estamos progredindo, passo a passo para estabelecer uma situação mais confortável na nossa maneira de jogar, mas ainda não estamos onde gostaríamos de estar", analisou Hiddink nesta segunda-feira em coletiva de imprensa.

Para o confronto contra o PSG, o atacante Alexandre Pato, contratado na janela de transferência invernal para reforçar o ataque do Chelsea, tem condições físicas para jogar, mas não será aproveitado por Hiddink, que prefere testar o brasileiro no Campeonato Inglês primeiramente.

Na zaga, o técnico holandês terá que encontrar soluções, já que o veterano capitão John Terry e Kurt Zouma não poderão jogar devido a lesões.

- Aurier conturba ambiente no PSG -Já do lado do PSG, apesar das recentes renovações de contrato do técnico Laurent Blanc e do volante italiano Marco Verratti e da ótima fase de resultados, o ambiente na equipe ficou conturbado com o caso Aurier.

A união do vestiário foi colocada a prova com a divulgação de um vídeo no qual o lateral marfinense chama Blanc de "bicha" e critica vários companheiros.

"Não deixarei que ninguém complique o PSG e nos distraia de nossos objetivos. Vamos focar no confronto contra o Chelsea, muito esperado pelos nossos torcedores", afirmou o presidente do PSG, Nasser Al-Khekaifi, em comunicado em que Aurier também pede desculpas pelas duras palavras.

"Todas as energias do clube, dos jogadores e do técnico estão a partir de agora concentradas neste objetivo prioritário para nós e nossos torcedores", insistiu.

O PSG afastou imediatamente o marfinense, que não enfrentará o Chelsea. Para compor a lateral-direita, Blanc terá que escolher entre o holandês Gregory Van der Wiel ou improvisar novamente o zagueiro brasileiro Marquinhos na posição.

No restante da equipe, não haverá surpresas, com os brasileiro Thiago Silva e David Luiz fazendo dupla de zaga. No ataque, Lucas, que vem vivendo grande momento e parece ter caído nas graças de Blanc, deve ser titular no ataque ao lado de 'Ibra'.

Zenit de Hulk encara BenficaNo mesmo dia, o Zenit São Petersburgo, do atacante brasileiro Hulk, encara o Benfica em Lisboa, em busca de um bom resultado para decidir as oitavas de final em casa, na Rússia.

Após campanha espetacular -e surpreendente- na fase de grupos, com 5 vitórias e apenas uma derrota, deixando para trás favoritos como Lyon e Valencia, ambos eliminados, o Zenit quer mostrar que pode chegar longe na maior competição de clubes do mundo.

O maior obstáculo dos russos, porém, será superar a falta de competitividade recente da equipe e reencontrar a forma exibia na fase de grupos, já que o Campeonato Russo se encontra na tradicional parada invernal e só volta mês que vem. Na competição nacional, o clube de São Petersburgo, atual campeão russo, se encontra na 4ª posição.

Além de Hulk, que vestiu a camisa do Porto antes de defender o Zenit, outros dois jogadores da equipe russa conhecem bem o adversário desta terça-feira: o zagueiro argentino Ezequiel Garay e o meia belga Axel Witsel, que vestiram a camisa dos 'Encarnados'.

Já o Benfica é vice-líder do Campeonato Português, mas chega ao duelo da Champions após sofrer uma dolorida derrota contra o arquirrival Porto em casa no último fim de semana (2-1).

Uma classificação às quartas de final, depois de ter sido eliminado na fase de grupos nas últimas sete participações na Champions, seria um sucesso histórico para o Benfica, campeão europeu em 1961 e 1962.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo