Esporte

Palmeiras estreia na Libertadores com empate frustrante no Uruguai

16/02/2016 23h57

Montevidéu, 17 Fev 2016 (AFP) - O Palmeiras tinha tudo para estrear com vitória na Copa Libertadores, mas erros defensivos custaram caro, e o time teve que se contentar com o empate em 2 a 2 no campo do River Plate, do Uruguai, nesta terça-feira, pelo grupo 2 da competição continental.

Recém-contratado junto ao Fluminense, Jean abriu o placar aos 33 minutos de jogo, anotando seu primeiro gol em três partidas com a camisa do Verdão.

Michael Santos empatou aos 5 da segunda etapa. Gabriel Jesus, que entrou no intervalo, fez 2 a 1 para o Verdão aos 12, mas Montelongo deixou tudo igual novamente aos 19.

Diante do "xará" uruguaio do atual campeão da Libertadores, o Verdão teve um início tímido, melhorou no segundo tempo, com a entrada de Gabriel, mas não conseguiu sair de Maldonado com a vitória.

Na próxima rodada, em 2 de março, o campeão da Copa do Brasil recebe os argentinos do Rosário Central. Na quinta-feira, eles enfrentam outro time uruguaio, o Nacional, tricampeão da Libertadores, com camisa bem mais pesada que o River Plate "charrua".

Pressão recompensadaO técnico Marcelo Oliveira surpreendeu na escalação, ao deixar Gabriel Jesus e Robinho no banco. Gabriel deu lugar a Erick, enquanto Robinho ficou fora do time titular por conta do esquema com três volantes - Arouca, Jean e Thiago Santos.

O Palmeiras começou bem na partida, com mais posse de bola, e um meio de campo compacto que impedia o River de desenvolver seu jogo.

O Verdão apostava na habilidade de Dudu e na presença de área de Barrios, mas faltava capricho no último passe para levar perigo real até a meta uruguaia.

Na verdade, faltava um verdadeiro meia de criação, que poderia ter sido Robinho, se não tivesse sido colocado no banco.

Dudu acabou calibrando o pé aos 33, com passe açucarado para Jean, que tocou na saída do goleiro para abrir o marcador. A jogada começou com uma roubada de bola de Thiago Santos, resultado de uma pressão maior sobre a saída adversária.

Depois do gol, o Palmeiras chegou a passar sufoco nos minutos finais da primeira etapa, mas Fernando Prass fez boas defesas para manter os visitantes em vantagem, pelo menos até o intervalo.

Marcação frouxaO River voltou com tudo para o segundo tempo e empatou na etapa final, quando Schiappacasse escapou da marcação e foi derrubado da área por Fernando Prass. Michael Santos foi para a cobrança e deixou tudo igual no marcador.

Para dar um novo gás ao Verdão, Marcelo Oliveira colocou Alecsandro no lugar de Barrios, que foi decisivo logo no primeiro lance, com assistência para Gabriel Jesus, outro jogador que saiu do banco.

Aos 12, Alecsandro recebeu cruzamento de Zé Roberto e ajeitou bonito no peito para Gabriel fuzilar o goleiro Nicola Pérez.

O time paulista estava melhor na partida, mas voltou a vacilar na marcação, deixando Montelongo empatar de cabeça aos 19.

Robinho entrou para deixar o time mais ofensivo. Dudu e Gabriel Jesus tiveram chances de dar a vitória ao Palmeiras, nos minutos finais, mas o goleiro Pérez fez boas defesas para garantir o empate do time da casa.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo