Esporte

O dia no Rio Open

17/02/2016 21h47

Rio de Janeiro, 17 Fev 2016 (AFP) - Da façanha do brasileiro Thiago Monteiro à incessante chuva, seguem os destaques desta quarta-feira no Rio Open.

Thiago salva honra brasileiraA grande façanha do dia foi a inesperada vitória do jovem brasileiro Thiago Monteiro, que disputa o Rio Open graças a um convite da organização, sobre o francês Jo-Wilfried Tsonga, terceira cabeça de chave e tido como um dos favoritos ao título. Com o triunfo, Thiago, de apenas 20 anos, se tornou a última esperança da torcida carioca na competição, já que Thomaz Bellucci, número 33 do mundo, e João Souza, 'O Feijão', foram eliminados logo na estreia. Por uma vaga nas quartas de final, o cearense terá pela frente o uruguaio Pablo Cuevas.

Chove chuvaPelo terceiro dia seguido, a previsão do tempo não errou e a chuva voltou a interromper a programação do torneio, o que já havia acontecido nos dois primeiros dias de disputa. Um dos maiores prejudicados foi Domenic Thiem, campeão do Aberto de Buenos Aires e um dos candidatos ao título no Rio. O jovem austríaco vencia o argentino Diego Schwartzman por um set a zero (7-5) quando a chuva obrigou a organização a suspender a partida por cerca de 40 minutos. Na volta à quadra, com uma leve chuva ainda incomodando os dois tenistas, Thiem conseguiu fechar a partida, vencendo o segundo set, também por 7-5.

As frases"É verdade que eu poderia ter ido para a Europa, mas estaria em Rotterdã jogando com 5 graus negativos sob chuva, então acho que estou bem aqui no calor", brincou Jo-Wilfred Tsonga, eliminado por Thiago Monteiro, ao ser perguntado se tinha se arrependido de optar por competir na América do Sul pela primeira vez na carreira.

"Essa é minha primeira coletiva de imprensa, estou nervoso, mas acho que consigo completar as frases", disse um sorridente Thiago Monteiro, depois de eliminar Tsonga.

Os números3: Pelo terceiro dia seguido, a chuva caiu forte no complexo de tênis do Jóquei Clube do Rio de Janeiro, obrigando a organização a paralisar a rodada diversas vezes.

6: número de cabeças de chave que deram adeus ao torneio nas duas primeiras rodadas do Rio Open na chave masculina. Nesta quarta-feira, foi a vez de Tsonga (N.3) e o italiano Fabio Fognini (N.7) se juntarem aos já eliminados Bellucci (N.8), Jack Sock (N.6) e John Isner (N.4).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo