Esporte

Pacquiao pede desculpas por declarações homofóbicas, mas perde patrocínio

17/02/2016 20h03

Manila, 17 Fev 2016 (AFP) - O boxeador filipino Manny Pacquiao pediu desculpas depois de ter afirmado, em sua campanha para as eleições ao Senado das Filipinas, que "os casais homossexuais são piores que os animais", mas isso não impediu a Nike de romper seu contrato de patrocínio com o astro.

"As declarações de Manny Pacquiao são abjetas", declarou à AFP um porta-voz da marca americana.

"Nike se opõe com firmeza a qualquer discriminação e tem um longo histórico de defesa dos direitos da comunidade LGBT", completou esta fonte.

De formação católica, como 80% dos filipinos, Pacquiao se converteu ao evangelismo no início de 2010, assegurando ter sido escolhido por Deus para difundir a mensagem de Cristo.

O pugilista faz campanha com uma Bíblia e seu discurso é extremamente conservador.

"Sinto muito ter comparado os homossexuais aos animais. Por favor me perdoem por aqueles que ofendi", escreveu em sua conta no Instagram.

"Eu amo todos vocês com o amor do Senhor. Eu estou rezando por vocês", completou.

Em uma entrevista ao canal filipino TV5 exibida na segunda-feira, Pacquiao disse que "os homens que se acasalam com homens e as mulheres que se acasalam com mulheres são piores que os animais".

"É o bom senso. Já viram os animais se acasalar com animais do mesmo sexo? Os animais são melhores, já que diferenciam entre machos e fêmeas", declarou o boxeador.

As declarações provocaram muitas críticas ao atleta.

RepúdioVice Ganda, o ator gay mais popular no país, pediu a seus 6,7 milhões de seguidores no Twitter que rezem por Pacquiao, que deve pendurar as luvas em abril.

"Alguns acham que podem julgar as pessoas como se fosse Deus, simplesmente porque rezam e leem a Bíblia", escreveu Vice Ganda

"O Senado precisa de especialistas em política e Direito, não de profetas cegos", completou.

A cantora Aiza Seguerra, que se casou recentemente com sua companheira em uma união não reconhecida oficialmente, pediu aos eleitores que respondam a Pacquiao nas urnas. Ela chamou o boxeador de "hipócrita, ignorante e intolerante".

Integrante da Câmara de Representantes, Pacquiao é candidato ao Senado nas eleições de maio. As pesquisas apontam que ele tem boas chances de conquistar a cadeira.

Oito vezes campeão mundial, o filipino não luta desde o dia 2 de maio do ano passado, quando foi derrotado pelo americano Floyd Mayweather na 'luta do século', em Las Vegas.

Mayweather já anunciou a aposentadoria, mas existem rumores de uma possível revanche contra Pacquiao.

jfg/fp

TWITTER

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo