Esporte

Casos de doping do Rio-2016 serão julgados diretamente pelo TAS

RICHARD JUILLIART/AFP
Thomas Bach celebrou a parceria firmada com o TAS para realização de exames antidoping Imagem: RICHARD JUILLIART/AFP

01/03/2016 16h18

Lausana, Suíça, 1 Mar 2016 (AFP) - Para reforçar a independência da luta antidoping nos Jogos Olímpicos do Rio-2016, os casos serão julgados em primeira instância pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), e não mais pelo Comitê Olímpico Internacional, como era o caso nas edições anteriores.

"Esta medida tem como objetivo proteger os atletas limpos. A nova divisão antidoping do TAS substituirá a comissão antidoping do COI", explicou nesta terça-feira um porta-voz do COI, Mark Adams.

A novidade faz parte do pacote de reformas da Agenda 2020, iniciado em 2014 pelo presidente do COI, Thomas Bach, para dar mais transparência à entidade. Em comunicado oficial enviado à imprensa, Bach celebrou a mudança .

“Este é um grande passo para tornar os testes antidoping independentes, seguindo a decisão do Conselho Executivo do COI tomada há três meses após a proposta da Cúpula Olímpica. A decisão representa o apoio à política do COI de tolerância zero na luta contra o doping e na proteção dos atletas limpos.”

Os casos de doping em Olimpíadas costumavam ser julgados por uma comissão de disciplina do COI, que organizava as audiências dos atletas flagrados e decidia das sanções, inclusive possíveis retiradas de medalhas.

Com a nova medida, aprovada nesta terça-feira pela comissão executiva do próprio COI, os casos serão levados a um pequeno grupo de juízes do TAS que se reunirá no local dos Jogos.

Os atletas poderão recorrer das punições perante outra divisão do TAS, que também estará no Rio, e será formada por outros juízes.

Normalmente, o TAS, maior jurisdição do esporte mundial, atua apenas na sua sede em Lausanne, na Suíça, e é acionado em última instância para recorrer das decisões.

 

Ainda segundo o comunicado oficial do COI, a WADA (Agência Antidoping Mundial, na sigla em inglês) ficará responsável por testar os atletas fora do período de competição para tornar os exames mais efetivos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo