Esporte

Sharapova é flagrada em exame antidoping do Aberto da Austrália

07/03/2016 21h01

Los Angeles, 7 Mar 2016 (AFP) - A russa Maria Sharapova anunciou nesta segunda-feira, em coletiva de imprensa em Los Angeles, ter testado positivo em exame antidoping realizado no Aberto da Austrália, em janeiro.

"Cometi um grave erro e decepcionei meus fãs e o esporte que amo", lamentou a tenista, que afirmou tomar desde 2006 um medicamento à base de Meldonium "para tratar problemas de saúde recorrentes, um déficit de magnésio, uma arritmia cardíaca e casos de diabetes na família".

Segundo a tenista, a substância entrou no final de dezembro do ano passado na lista de substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

"Eu sou responsável. Recebi uma mensagem da Agência Mundial Antidoping em dezembro e não chequei para ver se o medicamento tinha entrado na lista de produtos proibidos", continuou Sharapova.

Atual número 7 do ranking WTA, Sharapova explicou que recebeu na semana passada uma carta da Federação Internacional de Tênis informando que tinha sido flagrada no exame antidoping realizado em 26 de janeiro.

Nesse dia, a russa disputou a semifinal do Aberto da Austrália contra a americana Serena Williams, número 1 do mundo, perdendo em dois sets (6-4, 6-1).

Questionada sobre uma possível punição da Federação, a russa de 28 anos afirmou não saber se será suspensa, mas que vem cooperando com as autoridades do esporte para poder voltar a jogar.

"Não quero acabar minha carreira desta forma. Minha esperança é ter outra oportunidade e voltar a competir", concluiu a ex-número 1 do mundo.

Pouco após a coletiva de imprensa de Sharapova, a Federação internacional de tênis anunciou que a tenista russa "está suspensa provisoriamente a partir do dia 12 de março, à espera do decorrer do processo".

A curto prazo, a suspensão não mexe com os planos de Sharapova, que não disputará o torneio de Indian Wells, que começa nesta quarta-feira, devido à lesão no braço.

O presidente da WTA, Steve Simon, se mostrou decepcionado: "Sempre considerei Maria como uma mulher de grande integridade, mas, como ela mesmo disse, ela é responsável por tudo que ingere e precisa saber o que é autorizado".

Já o presidente da Federação Russa de Tênis, Shamil Tarpichev, fez questão de apoiar a estrela do esporte: "Acho que é besteira, só isso. Os atletas tomam medicamentos sob prescrição de um médico".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo