Esporte

Com gol 90 de CR7, Real bate Roma e chega às quartas da Champions

08/03/2016 19h57

Madri, 8 Mar 2016 (AFP) - O Real Madrid chegou a passar certo sufoco, mas garantiu nesta quarta-feira sua classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões ao derrotar a Roma por 2 a 0, repetindo o placar da partida de ida, com mais um gol de Cristiano Ronaldo.

O astro português chegou à marca de 90 gols na competição, ampliando ainda mais seu próprio recorde, 13 apenas nesta temporada.

Em grande forma, o craque já tinha balançado as redes quatro vezes no último sábado, na goleada de 7 a 1 sobre o Celta de Vigo, pela Liga Espanhola.

No estádio Santiago Bernabéu, a Roma teve três chances claras em contra-ataques, mas CR7 abriu o caminho da vitória do Real aos 18 minutos do segundo tempo.

Três minutos depois, o astro português ainda deu ótimo passe para o colombiano James Rodríguez ampliar o marcador.

"Muitas coisas podem acontecer em 90 minutos, o adversário também joga e tem jogadores bons e rápidos no ataque, mas o objetivo foi alcançado", comemorou o francês Zinedine Zidane, técnico do Real.

"É fácil encontrar motivos para esta derrota, mas voltamos para a casa sem nenhum desgaste mental. Perdemos, mas jogamos. É preciso salientar que criamos mais chances que eles, oportunidades de mudar o confronto", analisou por sua vez o treinador da Roma, Luciano Spalletti.

- Salah desperdiça chance -O técnico Zinedine Zidane resolveu deixar Isco no banco para escalar o volante brasileiro Casemiro, dando mais liberdade ao croata Luka Modric e ao alemão Toni Kroos.

Lá na frente, a lesão de Karim Benzema impediu o francês de formar o trio 'BBC', por isso James Rodríguez jogou mais adiantado, ao lado de Gareth Bale e Cristiano Ronaldo. Sem surpresa, os laterais brasileiros Marcelo e Danilo também começaram jogando, sob os olhos de Dunga, que estava no Bernabéu com Gilmar Rinaldi, coordenador técnico da seleção.

Do lado da Roma, a necessidade de fazer pelo menos dois gols levou o técnico Luciano Spalletti a escalar um time bastante ofensivo, com a dupla 'egípcia' Salah - El Shaarawy e o atacante bósnio Edin Dzeko no ataque.

No meio de campo, o único volante de formação foi o malinense Seydou Keita, com Perotti e Pjanic responsáveis por articular as jogadas.

Apesar da vantagem adquirida na partida de ida, o Real não quis saber de administrar o resultado. Os comandados de Zidane ameaçaram a meta romana logo aos dois minutos de jogo, quando Bale cruzou para Cristiano Ronaldo, que quase alcançou de cabeça.

O galês fez um ótimo início de partida, causando estrago com suas arrancadas pela ponta esquerda. Aos 7, foi a vez de Marcelo receber passe de Bale e o brasileiro tirou tinta do gol do polonês Szczesny.

A primeira chance clara, porém, foi da Roma. Aos, 14, Dzeko recebeu passe açucarado de Salah e ficou cara a cara com o goleiro Keylor Navas, mas se atrapalhou todo na finalização.

Apesar do susto, o Real continuou dominando o primeiro tempo, graças ao 'motorzinho' Modric, dono do meio de campo, que aproveitou o trabalho defensivo de Casemiro para se projetar mais para o ataque.

Aos 27, Danilo recebeu entrada dura por trás de Digne, o árbitro não deu falta e a Roma aproveitou a desconcentração do Real para criar outra grande oportunidade de abrir o placar. Foi a vez de Salah ficar cara a cara com Navas, mas, como Dzeko antes dele, o egípcio não caprichou na pontaria.

Cristiano Ronaldo, que estava sumido no jogo, acordou no final da primeira etapa. Aos 31, o português arrancou na esquerda e soltou um foguete da entrada da área, exigindo defesa difícil de Szczesny. O polonês voltou a aparecer três minutos depois, saindo bem nos pés de CR7, que apareceu livre na área.

Spalletti precisou fazer uma mudança no intervalo, tirando o habilidoso Pjanic, que levou uma pancada dura no primeiro tempo, para colocar em campo um jogador com características mais defensivas, o volante francês William Vainqueur.

- Totti ovacionado -O segundo tempo começou como o primeiro, com o Real dominando a posse de bola, e o time italiano criando mais uma grande chance no contra-ataque, novamente com Salah, que perdeu outro gol feito, aos 5.

Cristiano Ronaldo respondeu aos 7, com uma bomba de fora da área que Szczesny espalmou.

A Roma começou a crescer na partida, e Florenzi quase fez um golaço aos 11. O lateral entortou Sergio Ramos com o drible da vaca e chutou forte para a defesa de Navas. O goleiro costarriquenho voltou a aparecer logo na jogada seguinte, ao pegar um chute à queima-roupa do grego Manolas em cobrança de escanteio.

Só Cristiano Ronaldo era capaz de tirar o Real do sufoco. Aos 18, o luso recebeu cruzamento certeiro de Lucas Vasquez, que acabava de entrar, e escorou para as redes.

CR7 voltou a ser decisivo aos 21, ao puxar contra-ataque letal, concluído com precisão por James, que vinha fazendo uma partida ruim.

O português quase anotou o segundo dele aos 24, após bela jogada de Vasquez e James.

O estádio Santiago Bernabéu viveu grande momento de emoção aos 28, quando o veterano Francesco Totti foi aplaudido de pé pela torcida do Real, ao entrar no lugar de El Shaarawy. Cotado para jogar no clube espanhol em diversas oportunidades na carreira, o eterno capitão da Roma disputou provavelmente sua última partida na Liga dos Campeões.

O Real conhecerá seu adversário no dia 18 de março, quando será realizado o sorteio dos confrontos das quartas de final.

lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo