Esporte

Com gols do trio 'MSN', Barça vence Arsenal e vai às quartas da Champions

16/03/2016 19h35

Barcelona, 16 Mar 2016 (AFP) - Favorito ao título, o Barcelona venceu o valente Arsenal por 3 a 1 no Camp Nou, nesta quarta-feira, na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, e avançou às quartas, com direito a um gol cada dos integrantes do trio 'MSN'.

Na partida de ida, em Londres, o atual campeão já havia vencido por 2 a 0, um resultado que praticamente selava a classificação de uma equipe invicta a 38 jogos em todas as competições.

Os responsáveis pela vitória do Barcelona foram os craques de sempre: Neymar, que abriu o placar aos 18 minutos de jogo, o uruguaio Luis Suárez, que recolocou o Barça em vantagem aos 20 do segundo tempo, com um voleio espetacular, e o argentino Lionel Messi, que selou a vitória aos 43.

O Arsenal, que foi valente e fez um enorme favor ao espetáculo ao jogar com muita vontade, apesar da clara inferioridade técnica, marcou seu gol de honra aos 6 minutos do segundo tempo com o egípcio Mohamed Elneny.

"Fizemos uma partida completa. Eles nos complicaram quando empataram em 1 a 1, mas conseguimos passar à frente no placar e controlar a partida", analisou o uruguaio Luis Suárez.

- Neymar abre o placar -Sabendo da necessidade do adversário de buscar dois gols no Camp Nou, isso só para levar a decisão da vaga nas quartas de final à prorrogação, o Barcelona de Luis Enrique mostrou paciência nos primeiros minutos, trocando passes sem tanta pressa, como se esperando o Arsenal se afobar para aproveitar um erro e selar de vez a classificação.

Do outro lado, Arsène Wenger, que já havia admito ter "apenas 5%" de chances de classificação, apostou numa equipe rápida e ofensiva, tirando o mais lento centro-avante Olivier Giroud para dar vez a Danny Welbeck, mais veloz.

A estratégia até deu certo nos primeiros minutos, com o alemão Mesut Özil chegando com perigo em duas ocasiões, em chutes de fora da área após contra-ataques rápidos, aos 5 e 10 minutos do primeiro tempo.

Neymar, porém, pareceu ficar impaciente com a falta de objetividade do Barça e resolveu fazer a diferença.

Aos 17 minutos, após troca de bola pacata do meio de campo do Barça, o brasileiro recebeu na esquerda e, de repente, acertou um lançamento preciso de 30 metros para encontrar Messi na cara do gol. O argentino dominou com categoria e chutou, mas o goleiro Ospina defendeu no reflexo.

No lance seguinte, o erro inglês tão esperado pelo Barça aconteceu e foi fatal. Busquets roubou no meio de campo, tocou para Suárez que rapidamente virou, deixando Neymar na cara do gol. O camisa 10 da seleção tirou de Ospina com um toque sutil e abriu o placar.

Com o gol, os espaços na defesa do Arsenal foram aparecendo e o trio 'MSN' foi se encontrando. Aos 30 e 33 minutos, Suárez e Neymar tiveram boas chances de ampliar de dentro da área, mas pecaram na hora do chute.

O Arsenal, digno de sua história e grande tradição, não se entregou e, apesar da enorme superioridade tática e técnica de praticamente todos os jogadores do Barça, conseguiu assustar o goleiro Ter-Stegen.

Aos 38, Özil deu lindo drible em Mascherano, invadiu a área e cruzou rasteiro para Alexis Sánchez, mas Mathieu apareceu para tirar. No rebote, a bola sobrou para Elneny finalizar, mas Mathieu deu um carrinho salvador para travar.

Aos 40, Bellerin fugiu pelo lado direito e cruzou na medida para Alexis, livre na marca do pênalti, cabecear para fora.

- Suárez 'à la Bebeto' -No segundo tempo, o Arsenal fez um grande favor ao espetáculo, encontrando um gol com Elneny, que acertou lindo chute no ângulo de fora da área logo aos 6 minutos.

O empate acordou o Barcelona, que a partir do gol sofrido protagonizou um espetáculo de dribles, passes e jogadas de efeito, culminando num espetacular gol de Suárez.

No lance, aos 20 minutos, após linda troca de passes com Iniesta, Rakitic abiu na direita para Dani Alves. O lateral da seleção brasileiro levantou a cabeça e cruzou na medida para o 'Pistoleiro' acertar um espetacular voleio 'à la Bebeto', lembrando o famoso gol de ex-atacante da seleção brasileira na Copa América de 1989, contra a Argentina (2-0).

"Nem sei como peguei naquela bola, só fico feliz por ela ter entrado", comemorou Suárez após a partida.

Ainda deu tempo para o maior craque do espetáculo deixar seu gol. a dois minutos do fim, Messi trocou passes com Neymar, invadiu a área e fechou o placar com um lindo toque por cima do goleiro Ospina, que nada pôde fazer.

Com mais esta vitória, o Barcelona se classificou para disputar pela 9ª vez consecutiva as quartas de final da competição e será a equipe que todas as outras vão querer evitar no sorteio dos confrontos, nesta sexta-feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo