Esporte

Fifa investiga condições de atribuição do Mundial-2006 à Alemanha

22/03/2016 14h10

Zurique, Suíça, 22 Mar 2016 (AFP) - A Comissão de Ética da Fifa anunciou nesta terça-feira que está investigando as condições de atribuição do Mundial-2006 à Alemanha, acusando diretamente Franz Beckenbauer.

O processo, aberto após a publicação de um relatório do escritório de advogados Freshfields, aponta sobretudo contra Wolfgang Niersbach, ex-presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), e Beckenbauer, no centro da investigação por sua qualidade de presidente do Comitê de candidatura e depois do Comitê de organização do Mundial-2006.

A investigação aberta pela Câmara de Instrução da Comissão de Ética da Fifa também suspeita de Helmut Sandrock e Horst Schmidt, ambos ex-secretários-gerais da DFB, Theo Zwanziger, ex-presidente da DFB, e o ex-diretor financeiro da federação alemã Stefan Hans.

Beckenbauer e Zwanziger são suspeitos de corrupção por terem recebido "pagamentos indevidos e contratos para tirar vantagem da eleição do país organizador da Copa Mundial da Fifa 2006", afirma o comunicado da Comissão de Ética.

Niersbach, que ainda pertence ao Comitê Executivo da Fifa, é acusado de descumprir com a "obrigação de denunciar" uma violação do código ético.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo