Esporte

De Buffon a Dybala, os destaques do penta da Juve

25/04/2016 17h16

Roma, 25 Abr 2016 (AFP) - Mesmo com a saída de craques como Pirlo, Vidal ou Tévez, a Juventus conseguiu se manter no topo e garantiu matematicamente nesta segunda-feira o quinto 'Scudetto' seguido, o 32ª da sua história.

A 'Velha Senhora' tem, de longe, o melhor elenco da Itália, com o goleiro veterano Buffon fazendo milagres aos 38 anos e a revelação Dybala esbanjando talento de sobra

. Buffon, o talismãO capitão 'bianconero' é como um bom vinho: só melhora com o passar dos anos. Líder na sua área e no vestiário, Buffon continua com a aura intacta, mesclando a experiência com o entusiasmo de um novato.

Foi o sétimo 'Scudetto' de Gigi, que ainda conseguiu a façanha de estabelecer um novo recorde de invencibilidade na Série A italiana, com 973 minutos entre o gols que sofreu de Cassano, da Sampdoria, no dia 10 de janeiro, na 19ª rodada e o pênalti convertido por Belotti, do Torino, no dia 20 de março, pela 30ª rodada.

. Barzagli, o DNAEm termos de custo-benefício, foi a contratação do século. A Juve contratou Barzagli junto ao Wolfsburg, em 2011, quando o zagueiro já tinha trinta anos. Custo da transferência: apenas 300.000 euros.

Diante da desconfiança geral, Buffon já avisava: "é o melhor da Itália".

Cinco anos depois, "Barzaglione" joga melhor do que nunca e Gigi não mudou de opinião sobre o companheiro. Recentemente, o goleiro pediu para "clonar imediatamente" o xerifão da zaga da Juve.

Defensor na alma, duro na entradas, mas sempre leal, Barzagli é o clássico zagueiro italiano, atuando em altíssimo nível a temporada toda, segurando a defesa em meio aos problemas físicos de Chiellini.

. Khedira, o especialistaCom as saídas de Pirlo e Vidal, o setor que sofreu mais mudanças foi o meio de campo. Depois do início de temporada complicado, Pogba, Marchisio e Khedira conseguiram se acertar e acabaram se firmando como um dos melhores trios do planeta.

Quando os três foram escalados juntos, a Juve não perdeu um jogo sequer. Apesar de sofrer repetidas lesões, o volante alemão foi decisivo no pentacampeonato, com cinco gols e quatro assistências em 24 partidas.

Além das estatísticas, o principal aporte de Khedira foi a experiência de um campeão mundial com a seleção alemã, que acumulou uma vivência em tanto ao passar cinco temporadas no Real Madrid.

. Dybala, a faíscaO apelo diz tudo. Dybala é a "joia" da 'Velha Senhora'. Contratado junto ao Palermo, o argentino de apenas 22 anos não demorou para conquistar a exigente torcida da Juve.

Com vinte gols e sete assistências em 43 jogos nesta temporada, levando em conta todas as competições, foi o atacante mais letal da Juve, formando uma parceria afinada com Mario Mandzukic.

O croata faz o trabalho sujo, desgastando a defesa com sua força física, enquanto o argentino traz o toque de magia ao pragmatismo turinês. Em um ano, conseguiu a façanha de substituir Carlitos Tévez no coração da torcida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo