Esporte

Leicester alcança glória com tropeço do Tottenham

02/05/2016 20h29

Londres, 2 Mai 2016 (AFP) - O Leicester sagrou-se campeão inglês pela primeira vez em seus 132 anos de história sem entrar em campo, graças ao empate entre Tottenham e Chelsea (2-2), numa campanha excepcional e improvável para uma equipe acostumada ao anonimato no futebol inglês.

Com 77 pontos, o pequeno time dos Midlands lidera a competição nacional com sete a mais que o Tottenham, com apenas duas rodadas para o fim da Premier League, e não pode mais ser alcançado.

"Antes de mais nada, quero parabenizar o Leicester. Estou decepcionado porque achava que poderíamos lutar até a última rodada, mas aprendemos muito com o que aconteceu, temos a equipe mais jovem do campeonato", comentou o técnico do Tottenham, Mauricio Pochettino.

Os torcedores do Leicester sofreram até o fim, já que o título só poderia ser matematicamente conquistando nesta segunda-feira em caso de tropeço do Tottenham diante do Chelsea, na partida de encerramento da 36ª rodada.

O grito de campeão tinha ficado entalado na garganta no domingo, com o empate em 1 a 1 diante do Manchester United, em Old Trafford, onde apenas a vitória colocaria um ponto final no suspense.

Para piorar a situação dos 'Foxes', o Tottenham começou a partida de maneira perfeita, voltando para o vestiário com vantagem de 2 a 0, gols de Harry Kane (35 minutos) e do sul-coreano Son Heung-min (44).

No segundo tempo, porém, Gary Cahill diminui para o rival Chelsea aos 13 minutos, colocando fogo na partida e na torcida dos 'Blues', que lotou o estádio Stamford Brigde para secar o Tottenham, um de seus grandes rivais de Londres.

Nos minutos finais, a pressão do Chelsea deu frutos num lindo contra-ataque puxado e finalizado com categoria pelo belga Eden Hazard, após tabela com o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa, a sete minutos do apito final.

O fato da conquista ser decretada com o tropeço de um rival simboliza o que aconteceu na temporada. Os 'medalhões' não fizeram jus ao favoritismo e deixaram chegar ao topo o candidato mais improvável ao título, que no ano passado lutou até o fim para não ser rebaixado.

Foi justamente o Chelsea, campeão da última edição, que acabou passando o bastão para os 'Foxes' ao arrancar o empate nos minutos finais.

- Festa na casa de Vardy -O conto de fadas de uma equipe modesta como o Leicester é algo inexplicável numa competição do nível da Premier League, que não testemunha um 'campeão surpresa' desde o Blackburn, em 1995, três anos depois da criação do novo formato do campeonato.

Outro caso emblemático foi o Nottingham Forest, que conquistou o título nacional em 1978, um ano depois de chegar à elite, e nas temporada seguinte chegou ao ainda mais improvável bicampeonato europeu, sob o comando do lendário Brian Clough.

A trajetória pode servir de inspiração para o técnico do Leicester, Claudio Ranieri, que acabou com a fama de 'vice-eterno'.

O treinador de 64 anos não conseguiu ser campeão nacional com times tradicionais como Chelsea, Juventus, Roma ou Monaco, mas se consagrou com um clube que ninguém esperava ver levantar o troféu

Talvez para romper a sina, Ranieri preferiu não assistir ao duelo entre Chelsea e Tottenham: na hora do jogo, estava no avião, voltando da Itália, onde tinha ido almoçar com a mãe de 96 anos.

Os jogadores do Leicester, no entanto, não quiseram perder o momento por nada. Por isso resolveram se reunir para assistir à partida juntos, na casa do artilheiro Jamie Vardy, que foi eleito melhor jogador da Premier League pela imprensa inglesa nesta segunda-feira.

"É algo inacreditável. Nunca vivi algo assim. Ralamos muito para nos manter na eleite no ano passado e agora vamos erguer o troféu. Isso dá uma ideia de todo o trabalho fornecido por cada jogador", vibrou o atacante de 29 anos.

"É o melhor momento da minha carreira. Nada me deixa mais orgulhoso do que fazer parte dessa equipe. Trabalhamos tão duro para alcançar esse título. Ninguém acreditava que seríamos capazes, mas somos campeões da Premier League e fizemos por merecer", vibrou o capitão Wes Morgan.

Ranieri não estava com os jogadores, mas sua reação foi relatada pelo técnico do Chelsea, o holandês Guus Hiddink, que falou com ele por telefone.

"Claudio ligou para agradecer pelo que fizemos, principalmente no segundo tempo. Não deu para ver as lágrimas porque não tinha a imagem, mas sua voz estava trêmula. Ele me agradeceu cinco vezes", revelou Hiddink na entrevista coletiva depois da partida.

"Eu não esperava por isso quando eu assumi o comando da equipe", confessou o italiano, em declarações publicadas mais tarde no site do clube.

"Eu sou um homem pragmático, só queria ganhar um jogo atrás do outro e ajudar os jogadores a melhorar, semana após semana. Estou tão orgulhoso. Os jogadores foram fantásticos. Foi a determinação dele que tornou tudo possível. É uma sensação incrível", vibrou o treinador.

A grande festa pelo título acontecerá no próximo sábado, no King Power Stadium, onde os 'Foxes' receberão o Everton apenas para cumprir tabela.

O torcedor do Tottenham não foi o único a lamentar a conquista inesperada. Os donos de casas de apostas ganharam uma tremenda dor de cabeça, tendo que pagar até 5.000 vezes o valor apostado por loucos que acreditaram no conto de fadas do Leicester no início da temporada.

-- Resultados da 36ª rodada do Campeonato Inglês:

- Sábado:

Stoke City - Sunderland 1 - 1

Newcastle - Crystal Palace 1 - 0

West Bromwich - West Ham 0 - 3

Everton - AFC Bournemouth 2 - 1

Watford - Aston Villa 3 - 2

Arsenal - Norwich City 1 - 0

- Domingo:

Swansea City - Liverpool 3 - 1

Manchester United - Leicester 1 - 1

Southampton - Manchester City 4 - 2

- Segunda-feira:

Chelsea - Tottenham 2 - 2

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Leicester 77 36 22 11 3 64 34 30

2. Tottenham 70 36 19 13 4 67 28 39

3. Arsenal 67 36 19 10 7 59 34 25

4. Manchester City 64 36 19 7 10 68 38 30

5. Manchester United 60 35 17 9 9 43 31 12

6. West Ham 59 35 15 14 6 60 43 17

7. Southampton 57 36 16 9 11 53 39 14

8. Liverpool 55 35 15 10 10 59 48 11

9. Chelsea 48 35 12 12 11 55 48 7

10. Stoke City 48 36 13 9 14 38 52 -14

11. Everton 44 35 10 14 11 55 49 6

12. Watford 44 35 12 8 15 36 42 -6

13. Swansea City 43 36 11 10 15 37 50 -13

14. West Bromwich 41 36 10 11 15 32 46 -14

15. AFC Bournemouth 41 36 11 8 17 43 63 -20

16. Crystal Palace 39 36 10 9 17 36 46 -10

17. Newcastle 33 36 8 9 19 39 64 -25

18. Sunderland 32 35 7 11 17 40 58 -18

19. Norwich City 31 35 8 7 20 35 61 -26

20. Aston Villa 16 36 3 7 26 27 72 -45.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo