Esporte

Leicester: depois do título histórico, as incertezas

03/05/2016 16h43

Leicester, Reino Unido, 3 Mai 2016 (AFP) - A cidade de Leicester festejou a noite toda a conquista do primeiro título de campeão inglês do clube local, mas cuidado com a ressaca: os dirigentes vão ter que trabalhar nos bastidores para tentar manter o elenco e fazer bonito na Liga dos Campeões.

"Não sei se existe um segredo", reagiu nesta terça-feira o técnico Claudio Ranieri, em entrevista à Sky. "São os jogadores, o coração, a alma e a forma de jogar. É uma façanha incrível. Queríamos fazer algo especial, mas ninguém poderia imaginar algo assim", enfatizou.

Os 'Foxes' protagonizaram uma das maiores surpresas da história do futebol ao chegar ao topo do campeonato mais rico do planeta um ano depois de ter lutado para escapar do rebaixamento.

Para se ter uma ideia, as casas de aposta tiveram que pagar 5.000 vezes o valor apostado pelos 'loucos' que acreditavam no título do pequeno time dos Midlands.

O Leicester deixou para trás gigantes como Chelsea, Manchester United, Manchester City ou Liverpool, com um elenco formado por vários jogadores rejeitados que se viraram, como o 'atacante-operário' Jamie Vardy, o 'mágico' argelino Riyad Mahrez ou o incansável volante francês N'Golo Kanté.

Na segunda-feira, os atletas se reuniram na casa de Vardy para assistir ao jogo entre Chelsea e Tottenham (2-2) que decretou o título, graças ao tropeço dos 'Spurs' em Stamford Bridge.

Em seguida, encontraram Ranieri, que voltava da Itália, onde tinha almoçado com a mãe de 96 anos. O título não foi comemorado num pub, mas na pizzaria da cidade, junto com o tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, proprietário do clube.

- Craques 'blindados' -"É um conto de fadas que apenas o futebol é capaz de escrever", enalteceu nesta terça-feira o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

"Milagres não existem no futebol. Ranieri e seus jogadores fizeram um trabalho fenomenal", ponderou o ex-craque Zinedine Zidane, hoje técnico do Real Madrid.

A consagração veio contra todas as expectativas, mas o Leicester, por mais que tenha um orçamento muito inferior ao dos gigante clube espanhol, não pode ser considerado um 'primo pobre' do futebol inglês. Vichai Srivaddhanaprabha, além de ter um nome impronunciável, é bilionário, dono de uma rede de lojas duty-free.

Mesmo assim, o clube ainda está longe dos gigantes da Premier League em termos financeiros.

Em 2010, foi vendido por 51 milhões de euros. Hoje, vale dez vezes mais (552 mi). Um montante astronômico, mas continua longe dos dois clubes de Manchester, United e City, avaliados em três bilhões de euros.

Desde 2010, o tailandês investiu 130 milhões no clube, mais de 100 milhões apenas na contratação dos jogadores. A título de comparação, o City desembolsou mais de um bilhão desde que foi comprado pelo xeque Mansur de Abu Dhabi, em 2008.

Depois do título inesperado, os jogadores são o bem mais precioso do clube.

"O Leicester não é uma equipe que vai vender jogadores. Queremos criar bases sólidas para a equipe. Todos os jogadores querem ficar para ver até onde podemos chegar", garantiu na televisão tailandesa Aiyawatt Srivaddhanaprabha, vice-presidente e filho do proprietário.

Com a perspectiva de disputar a Liga dos Campeões, a diretoria resolveu 'blindar' os contratos de Mahrez e Vardy, renovados até 2019. Os dois jogadores são avaliados em mais de 40 milhões de euros cada e já entraram na mira de vários grandes clubes europeus.

N'Golo Kanté também renovou até 2019, mas o clube deve ter dificuldades para resistir ao assédio de rivais, com a perspectiva de fazer um ótimo negócio na venda de um jogador antes pouco badalado, comprado por apenas 8 milhões de euros no início da temporada.

Os outros dois pilares da equipe, os zagueiros Wes Morgan (fim de contrato em 2017) e Robert Huth ou o goleiro Kasper Schmeichel (contrato até 2018 para os dois) podem querer aproveitar uma exposição na mídia à qual não estão acostumados.

- Direitos de TV -O Leicester precisa encontrar o equilíbrio entre manter o elenco a qualquer custo, aumentando de forma significativa a folha salarial, ou vender algumas peças para aumentar o caixa e contratar reforços para a Liga dos Campeões.

"Eles vão ter que pegar jogadores experientes, que já conhecem o mais alto nível", avisa Tim Bridge, analista na Deloitte.

"O título vai poder aumentar o potencial de marketing do clube, pelo menos por uma temporada. O fato-chave é a participação na Liga dos Campeões. A arrecadação deve aumentar provavelmente de 130 a 200 milhões de euros", estima.

"O clube vai ter que pagar as premiações do título e investir em reforços para não fazer feio na Champions. Ser campeão não traz apenas vantagens", alerta.

Ranieri, de 64 anos, já quer renovar seu contrato, que vence daqui a duas temporadas.

A conquista dos 'Foxes' chega num momento em que a Premier League redistribui os direitos de TV de forma vantajosa para todos os clubes.

Por ter terminado em 14º da última edição do campeonato, o Leicester recebeu 91 milhões de euros de direitos de transmissão e ainda arrecadou 132 milhões com outras atividades.

Desta vez, deve ganhar 114 milhões da parte da Premier League e no mínimo 30 milhões pela participação na Champions. Com a valorização do título, o resto da arrecadação deve girar em torno de 200 milhões, avalia Deloitte. No geral, especialistas esperam um aumento de 30% das receitas.

Mas os 'Foxes', que jogam num estádio de 32.000 lugares, nuima cidade de 330.000 habitantes, não podem crescer mais que as próprias pernas.

bur-cd/pr/sk/lg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo