Esporte

Polêmica na Inglaterra por bomba falsa que forçou evacuação de Old Trafford

16/05/2016 09h35

Londres, 16 Mai 2016 (AFP) - O prefeito de Manchester não escondeu a fúria nesta segunda-feira, um dia depois da suspensão da partida entre Manchester United e Bournemouth em Old Trafford por causa de uma bomba falsa esquecida em um banheiro do estádio.

O artefato tinha por objetivo testar as habilidades dos cães farejadores da polícia e provocou o esvaziamento do estádio, assim como o adiamento da partida, válida pela última rodada da Premier League. O jogo será disputado na terça-feira.

"É escandaloso (...) este fiasco provocou problemas enormes aos torcedores que vieram de muito longe, desperdiçou o tempo de muitos policiais e do esquadrão antibombas do exército, além de ter colocado muitas vidas em perigo de forma inútil, porque a retirada de dezenas de milhares de pessoas de um estádio sempre tem seus riscos", afirma o prefeito da cidade, Tony Loyd, em um comunicado divulgado nesta segunda-feira.

"É simplesmente inaceitável que tenha acontecido algo assim. Temos que saber como aconteceu, por quê aconteceu e quem será responsabilizado", completa a nota do prefeito, que pede uma investigação meticulosa sobre o incidente.

O estádio estava lotado, com 75.600 pessoas, que foram retiradas após a descoberta de um pacote suspeito, 20 minutos antes do início da partida, em um banheiro localizado sob os setores das arquibancadas Alex Ferguson e Stretford End. Durante a operação, o clima era tenso, disse o meia Ander Herrera, do Manchester United.

Quase três horas mais tarde, o esquadrão antibombas do exército britânico provocou a "explosão controlada" do artefato, que um funcionário do estádio descreveu à BBC como um telefone celular conectado aos dutos de gás.

Minutos mais tarde, em duas mensagens no Twitter, a polícia de Manchester anunciou que o objeto era "muito parecido com um artefato explosivo".

Mas depois de toda a confusão e nervosismo, John O'Hare, vice-comandante da polícia da cidade, esclareceu que na realidade não havia nenhum perigo.

"Descobrimos que se tratava de um aparelho para treinamento, utilizado para testar os cães farejadores da polícia e que foi esquecido no local por uma empresa privada. Mas a aparência era completamente real e a decisão de evacuação era a única que poderíamos tomar para garantir a segurança das pessoas", disse.

A polícia explicou que o objeto foi "esquecido após um exercício de segurança" no estádio, realizado quatro dias antes.

Na semana passada, a polícia de Manchester organizou um grande exercício antiterrorista no bairro de Trafford, durante o qual um falso suicida islamita gritava "Allahu Akbar" antes de detonar explosivos, o que obrigou as autoridades a divulgar um pedido de desculpas.

O objetivo do treinamento era testar a capacidade de resposta das forças de segurança ante um ataque como o de 13 de novembro do ano passado em Paris, que teve como um dos alvos o Stade de France.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo