Esporte

Catorze atletas russos flagrados em doping com amostras de JO Pequim-2008

24/05/2016 20h57

Moscou, 24 Mai 2016 (AFP) - Catorze atletas de três modalidades, que participaram dos Jogos Olímpicos de Pequim, deram positivo após novas análises de amostras de 2008, anunciou nesta terça o Comitê Olímpico Russo (COR), antes de a Federação Russa de Atletismo decidir eliminar dos Jogos do Rio, em agosto, qualquer atleta russo que tenha dado resultado positivo no passado.

"O Comitê Olímpico Russo recebeu um documento oficial do Comitê Olímpico Internacional (COI), informando-lhe que os resultados de amostras coletadas nos Jogos Olímpicos de Pequim deram positivo (...) para catorze esportistas russos de três disciplinas", indicou o COR em um comunicado, uma semana depois do anúncio do COI de que 31 esportistas de doze países tinham dado positivo após novas análises de amostras, que datam de 2008.

"Conforme os regulamentos internacionais, o nome dos esportistas não será divulgado antes da análise da amostra B", destacou o comunicado.

Segundo a encarregada jurídica do COR, Alexandra Brilliantova, as amostras B serão analisadas em 31 de maio e em 1º de junho pelo laboratório antidoping de Lausanne, na Suíça.

Logo após o anúncio, a Federação Russa de Atletismo publicou um comunicado indicando que todo atleta russo "que tiver testado positivo no passado" será privado dos Jogos Olímpicos do Rio.

"A Federação Russa de Atletismo tomou esta decisão difícil com um único objetivo: fazer tudo o possível para que os esportistas limpos possam participar dos Jogos de 2016", indica o comunicado, quando o atletismo russo, no centro de um enorme escândalo de doping, está por enquanto suspenso de toda competição internacional de atletismo.

A colocação (todo esportista "que tenha testado positivo em anos precedentes") indica que a medida inclui, a priori, os que tiverem cumprido suas suspensões.

Trabalho conjuntoEstas análises são consequência de um trabalho com a Agência Mundial Antidoping e as federações internacionais, indicou o COI, afirmando que quer "impedir que nenhum [atleta] dopado participe dos Jogos do Rio".

Segundo o canal público de esportes russa Match-TV, os esportistas russos que deram positivo participaram de provas de atletismo, halterofilismo e remo.

Na lista revelada por esta emissora, que não indica a fonte, estão a saltadora em altura Anna Chicherova, medalha de bronze em 2008; o ex-recordista mundial da marcha de 50 km, Denis Nizhegorodov, medalha de bronze em Pequim; e a lançadora de dardo Mariya Abakumova, medalha de prata em 2008.

A campeã olímpica do revezamento 4x100 m, Yuliya Chermoshanskaya, e dois medalhistas de prata nos revezamentos 4x400 m (Yuliya Chermoshanskaya e Anastasiya Kapachinskaya), também tiveram seus nomes mencionados na lista difundida pela Match-TV.

No total, entre os 14 esportistas acusados estão 10 medalhistas olímpicos russos.

"Posso confirmar que recebi uma notificação. Pouco antes da análise da amostra B, ninguém pode provar que eu estava dopada", declarou Anna Chicherova à emissora.

"Não entendo porque tudo isto acontece agora. Estou em choque, pode se tratar apenas de um erro", acrescentou Chicherova, que também conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

Sem desmentir a autenticidade da lista, o ministro russo dos Esportes, Vitali Moutko, lamentou sua publicação, explicando à agência de notícias R-Sport que era "injusto publicar os nomes se forem declarados não culpados".

Consultado por jornalistas horas antes dos anúncios, Vitali Moutko afirmou que a Rússia trabalhava para mudar seus critérios de seleção da equipe olímpica "para impedir os atletas que tiverem cometido violações claras das regras antidoping" sua participação nos Jogos do Rio.

"Espero que a IAAF leve em conta os esforços da Rússia", prosseguiu, insistindo em que "as sanções por doping devem ser individuais".

Mas, enquanto a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) vai celebrar entre quarta e sexta-feira uma última visita à Rússia, antes de decidir sobre a presença de atletas russos no Brasil, as novas revelações afastam ainda mais o atletismo russo dos Jogos Olímpicos.

tbm/kat/psr-iga/mvv

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo