Esporte

Djoko castiga promessa e pega Murray na final de Roland Garros

03/06/2016 14h32

Paris, 3 Jun 2016 (AFP) - O número um do mundo Novak Djokovic não deu chances ao jovem austríaco Dominic Thiem (15º), que atropelou por 6-2, 6-1 e 6-4 na semifinal desta sexta-feira, e decidirá o título com o britânico Andy Murray, vice-líder do ranking.

Murray teve mais trabalho para se classificar, mas acabou derrotando o atual campeão Stanislas Wawrinka em quatro sets, com parciais de 6-4, 6-2, 4-6, 6-2, garantindo a vaga para sua primeira final no torneio parisiense.

Em busca do único título de Grand Slam que ainda não conquistou, Djoko disputará a decisão de Roland Garros pela quarta vez, a terceira seguida, depois de amargar o vice campeonato em 2012, 2014 e 2015.

Já Thiem, de 22 anos, fez uma grande campanha em Roland Garros, mostrando que tem potencial para ser um dos grandes nomes do futuro, principalmente no saibro, mas ainda precisa melhorar para realmente dar trabalho aos melhores.

"Foi meu melhor jogo da temporada", sentenciou o sérvio, que está a ponto de bala para apagar a desilusão da derrota para Wawrinka na final do ano passado.

"Estou jogando cada vez melhor. Estou muito feliz com a maneira como as coisas estão caminhando. O ambiente estava incrível na quadra. Senti a presença da quadra a cada ponto", vibrou Djoko, que na quinta-feira tinha vencido com autoridade seu 'freguês' predileto, o tcheco Tomas Berdych, pela 24ª vez em 26 confrontos.

Apesar do jogo agressivo, o sérvio cometeu poucos erros forçados (15 contra 34) e colocou muita pressão no saque do austríaco, que não viu a cor da bola nos dois primeiros sets.

Thiem até tentou reagir no início do terceiro, abrindo vantagem de 3 a 0, mas o líder do ranking voltou a dominar, empatou em 3 a 3 e acabou fechando em 6-4, em apenas 1h48 de jogo, sob o olhar atento do ator Leonardo Di Caprio.

- Primeiro britânico na final desde 1937 -Apesar da vitória tranquila, Djoko sabe que não será fácil enfrentar Murray, que tem a mesma idade (nasceu uma semana antes) e com quem trava uma grande rivalidade desde a adolescência.

"Já enfrentei Andy em duas finais nesta temporada, em Madri e Roma. Eu ganhei a primeira, ele a segunda. Aqui, ele ganhou dois jogos complicados em cinco sets nas primeiras rodadas e mostrou que é um guerreiro. Não acho que esteja em vantagem. Será uma luta intensa, muito exigente fisicamente", analisou o sérvio.

No quesito do desgaste físico, pelo menos, Djoko leva certa vantagem, já que passou menos tempo em quadra que o escocês nesta sexta-feira.

Murray precisou de 2h35 para eliminar Wawrinka. Deixou escapar o terceiro set, mas nunca pareceu ser ameaçado, mostrando-se implacável na defesa e acabando com a paciência do suíço ao abusar das 'deixadinhas'.

"Eu sabia que tinha que jogar meu melhor tênis no saibro. Stan tem um retrospecto incrível aqui nos últimos anos. Estou muito orgulhoso porque não esperava chegar na final. Antes eu não me sentia tão à vontade no saibro, mas melhorei bastante nos últimos anos", afirmou o número 2 do mundo.

"É claro que derrotar o campeão do ano passado me dá muita confiança. Passei muito tempo em quadra, mas estou me sentindo cada vez melhor", avisou.

Acostumado a quebrar tabus, Murray se tornou o primeiro britânico a alcançar a final parisiense desde Bunny Austin, em 1937.

Para levantar o troféu, porém, o escocês terá que ignorar uma clara desvantagem no retrospecto contra o rival: foram 23 derrotas em 33 jogos, 4 em seis finais de Grand Slams.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo