Esporte

Muguruza vence duelo de gerações e leva 1º Grand Slam em Roland Garros

04/06/2016 13h30

Paris, 4 Jun 2016 (AFP) - A espanhola Garbiñe Muguruza sagrou-se campeã de Roland Garros neste sábado, conquistando o primeiro Grand Slam de carreira ao derrotar a número um do mundo, Serena Williams, por 7-5 e 6-3, em 1 hora e 43 minutos de jogo.

A tenista de 22 anos, que era quarta cabeça de chave do torneio, deu o troco na derrota que sofreu para a americana na final da última edição de Wimbledon. No ranking da WTA de segunda-feira, ela ocupará a vice-liderança.

Serena, que é 12 anos mais velha, perdeu mais uma oportunidade de igualar a marca da lendária alemã Steffi Graf, dona de 22 títulos em Grand Slams, depois de perder na semifinal do US Open e de amargar o vice-campeonato no Aberto da Austrália.

"Foi a final perfeita. Estou extremamente honrada por ter conquistado esse troféu. Ganhar contra uma das melhores de todos os tempos é ainda mais bonito", vibrou Muguruza, que seguiu o caminho aberto pela compatriota Arantxa Sánchez Vicario, tricampeã no saibro parisiense em 1989, 1994 e 1998.

"Rafa (Nadal) já venceu tantas vezes aqui (9 títulos, um recorde). Na Espanha, é o nosso torneio preferido, então vencer aqui é o máximo", acrescentou.

A espanhola já tinha vencido a americana em Roland Garros na segunda rodada da edição de 2014, com um contundente duplo 6-2, quando seu talento despontou aos olhos do mundo.

Nascida em Caracas, de um pai basco espanhol e uma mãe venezuelana, ela se mudou para Barcelona aos 6 anos, para jogar na academia de Sergi Bruguera, bicampeão de Roland Garros em 1993 e 1994, que perdeu a final de 1997 para Gustavo Kuerten, no primeiro título do brasileiro.

Antes do Grand Slam parisiense, só tinha conquistado apenas dois tútulo em Hobart, em 2014, e Pequim 2015.

Seu início de temporada não foi nada fácil. Ela disputava neste sábado sua primeira final do ano, e o melhor resultado tinha sido uma semifinal em Roma.

- Sem medo de arriscar -Com 1,82 m e uma agressividade impressionante, Muguruza conseguiu a façanha de vencer a final ao usar as principais armas da adversária: o saque e a direita poderosa, sem medo de arriscar tudo em cada golpe.

Desde o início do jogo, recusou-se a deixar a iniciativa do jogo à americana. Ela atacou todos os segundos saques e fez de tudo para não ser agredida nas suas, mesmo se isso custou nove duplas faltas.

"Era importante estar à frente, porque Serena tem muita potência", justificou.

"Ela lidou melhor com os pontos cruciais. Não sei se joguei melhor nas partidas anteriores, mas hoje foi totalmente diferente, contra uma tenista com estilo diferente, que bate muito forte na bola", reconheceu a número um do mundo, que negou ter problemas físicos.

Muguruza dominou toda a partida, mas teve certa dificuldade para fechar, precisando de cinco 'match points'. O último ponto foi espetacular. Acuada por um ataque de Serena, a espanhola acertou um lob incrível, tanto que nem ela acreditou que a bola tinha caído dentro da quadra.

Por isso ela demorou um pouco a entender que tinha conquistado o título, permanecendo alguns segundos incrédula, antes de se atirar para a quadra, derrubada pela emoção.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo