Esporte

Sem Suárez, Uruguai estreia na Copa América contra o México

04/06/2016 19h03

Nova York, 4 Jun 2016 (AFP) - Maior campeão da história da Copa América, o Uruguai tentará fazer valer o peso da camisa na sua estreia pela edição do Centenário, neste domingo, mas não poderá contar com Luis Suárez diante de uma seleção mexicana que sempre costuma ser a pedra no sapato dos favoritos.

Antes da 'Celeste' entrar em campo, Jamaica e Venezuela fazem um duelo de azarões do grupo C, às 16h00 locais (19h00 de Brasília), no Soldier Fied de Chicago, casa do Chicago Bears, um dos times de futebol americano de maior tradição na NFL.

A final antecipada da chave acontece às 17h00 (21h00 de Brasília), em Glendale, no estádio coberto da Universidade de Phoenix, onde o Arizona Cardinals costuma mandar seus jogos.

Nos últimos dois confrontos entre as duas seleções, Suárez e companhia venceram por 1 a 0 na última rodada da fase de grupos, abrindo o caminho para grandes campanhas, no Mundial-2010, na África do Sul, quando chegou nas semifinais, e na Copa América-2011, na Argentina, quando conquistou o 15º e último título continental.

Em 2010, Suárez tinha anotado o gol decisivo de cabeça, após receber um grande cruzamento de Edinson Cavani.

Neste domingo, porém, apenas o atacante do Paris Saint-Germain estará em campo.

O 'Pistoleiro' do Barça, que conquistou a chuteira de ouro por ser o maior artilheiro dos campeonatos europeus com os 40 gols marcados na Liga Espanhola, sofreu uma lesão muscular na final da Copa do Rei (vitória por 2 a 0 na prorrogação sobre o Sevilla).

Parado desde o dia 22 de maio, só deve poder voltar a jogar na terceira rodada, contra a Jamaica, em Santa Clara.

No embalo de Osorio"Todos sabemos que Suárez é um dos melhores atacantes do mundo, mas ele não é a equipe toda. Eles têm outros bons jogadores, por isso estamos preparados para enfrentar o melhor Uruguai possível", avisou o mexicano Jorge Torres, lateral do Tigres, que disputará sua primeira Copa América.

A 'Celeste' já mostrou que é capaz de ganhar sem 'Luisito'. Líder das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, o Uruguai só pôde contar com o craque a partir da quinta rodada (empate em 2 a 2 com o Brasil, em Recife), e antes disso tinha somado três vitórias em quatro partidas.

Apesar do bom retrospecto recente contra os mexicanos, os uruguaios sabem que precisam encarar o duelo com cautela.

Afinal, desde que o técnico colombiano Juan Carlos Osorio deixou o São Paulo para comandar 'El Tri', em outubro de 2015, a equipe ostenta uma série de sete vitórias consecutivas, sem sofrer um gol sequer.

"Os mexicanos sempre mostraram que têm uma seleção competitiva, com jogadores que jogam em vário países. Será bastante complicado", alertou Cavani.

"É claro que temos que fazer uma boa estreia. Pouco importa o rival, temos que ganhar no domingo, pegar uma partida depois da outra e depois vamos ver o que acontece", declarou o zagueiro José Maria Giménez, fiel à filosofia de Diego Simeone, seu técnico no Atlético de Madri.

Giménez, de 21 anos, formará dupla com outro 'colchonero', o capitão Diego Godín, de 30, uma zaga entrosada que mescla juventude e experiência e apresenta as maiores garantias para a 'Celeste' na ausência de Suárez.

- Partidas deste domingo na Copa América do Centenário:

Chicago (16H00 locais, 19H00): Jamaica - Venezuela

Phoenix (17H00 locais, 21H00): México - Uruguai

- Prováveis escalações:

Uruguay: Fernando Muslera - Maximiliano Pereira, José María Giménez, Diego Godín, Álvaro Pereira - Carlos Sánchez, Egidio Arévalo Ríos, Matías Vecino - Nicolás Lodeiro - Diego Rolan y Edinson Cavani. T: Óscar Tabárez.

México: Alfredo Talavera - Paul Aguilar, Diego Reyes, Héctor Moreno, Miguel Layún - Rafael Márquez, Héctor Herrera, Andrés Guardado - Hirving Lozano, Javier Hernández e Jesús Corona. T: Juan Carlos Osorio.

Venezuela: Dani Hernández - Roberto Rosales, José Manuel Velázquez, Oswaldo Vizcarrondo, Mikel Villanueva - Tomás Rincón, Arquímedes Figuera, Alejandro Guerra, Juan Pablo Añor, Luis Manuel Seijas - Salomón Rondón. T: Rafael Dudamel.

Jamaica: Ryan Thompson - Jermaine Taylor, Adrian Mariappa, Wes Morgan, Michael Hector - Garath McCleary, Je-Vaughn Watson, Lee Williamson - Dever Orgill, Gils Barnes e Clayton Donaldson. T: Winfried Schäfer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo