Esporte

Leilão de objetos de Pelé arrecada R$ 17 milhões

Arquivo Folhapress
Cópia da Taça Jules Rimet foi o item mais caro do leilão: quase R$ 2 milhões Imagem: Arquivo Folhapress

09/06/2016 17h03

Londres, 9 Jun 2016 (AFP) - O leilão de 2.000 objetos da vida de Pelé, que ocorreu durante três dias em Londres, até esta quinta-feira (9), arrecadou 5 milhões de dólares, mais do que o inicialmente previsto, informou a casa Julien's. O valor corresponde a pouco mais R$ 17 milhões na cotação atual.

"Arrecadamos mais de 5 milhões de dólares", disse à AFP Darren Julien, proprietário da casa de leilões. "Foi um leilão impecável, foram vendidos 100% dos lotes", acrescentou.

A cópia da taça Jules Rimet que a FIFA entregou a Pelé quando se tornou o primeiro - e até agora único - a ganhar três Mundiais foi o objeto vendido mais valioso ao atingir 570.000 dólares, aproximadamente R$ 2 milhões. O troféu foi adquirido pela casa de relógios suíça Hublot.

O segundo objeto mais valioso foi a medalha que Pelé ganhou na Copa do Mundo no México, em 1970, a mais lembrada por seus fãs das três que ganhou, e que foi arrematada por 500.000 dólares - R$ 1,7 milhão. A medalha da Suécia, em 1958, foi vendida por 290.000 dólares e a do Chile, em 1962, por 204.000.

O par de chuteiras que usou no filme "Escape to Victory" ("Escapada para a Vitória"), onde dividiu cena com Michael Caine, Sylvester Stallone e o jogador Bobby Moore, alcançou os 14.500 dólares.

A bola com que marcou seu milésimo gol em 1969 no Maracanã, jogando pelo Santos, foi vendida por 117.000 dólares.

Para ajudar os pobres"Tendo doado uma parte significativa da minha coleção para a cidade de Santos, decidi permitir aos fãs e colecionadores possuir também uma parte da minha história", disse Pelé em um comunicado da casa Julien's.

"Espero que guardem esses objetos e compartilhem minha história com seus filhos e com as próximas gerações", afirmou.

Em declarações à AFP na semana passada, na apresentação do leilão em Londres, Pelé explicou: "todos esses objetos estarão sempre comigo no meu coração".

"Poderia ficar com tudo isso em casa, mas não ajudaria ninguém".

"Conversei muito com a minha família, meus amigos, se trata de 'fazer algo de bom pelos pobres'", acrescentou Pelé, que destinará uma parte não especificada do que foi arrecado para o hospital pediátrico Pequeno Príncipe, de Curitiba.

"Se puder ajudar as pessoas que ajudam as crianças, está bom. É a razão pela qual faço isto", sentenciou.

Outros objetos destacados da venda foram sua camiseta do Cosmos, de Nova York, - o lendário clube que conseguiu recrutar outras estrelas como Franz Beckenbauer e Johan Cruyff quando terminaram suas carreiras - e o anel de campeão da liga americana de 1977.

Também estavam lá camisetas e chuteiras do Santos e da Seleção Brasileira, seu troféu de jogador do século da FIFA, e de esportista do século que foi concedido pelo jornal francês L'Equipe e a tocha com a qual completou o revezamento dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004.

Seus antigos passaportes, relógios, abotoadura, seu boletim escolar, e inclusive suas credenciais quando chamado para os Jogos Olímpicos ou Copas do Mundo, são alguns dos objetos a preços mais acessíveis.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo