Esporte

Uefa anuncia que Rússia será excluída da Eurocopa em caso de novos incidentes

14/06/2016 09h52

Paris, 14 Jun 2016 (AFP) - O tribunal disciplinar da Uefa decidiu nesta terça-feira por uma "desclassificação em condicional" da Rússia da Eurocopa, o que significa uma exclusão imediata da seleção russa caso seus torcedores voltem a protagonizar incidentes dentro dos estádios até o fim do torneio.

A medida foi uma resposta aos incidentes provocados pelos torcedores no sábado, ao final da partida Inglaterra-Rússia (1-1) pela primeira rodada do grupo B da Eurocopa.

Distúrbios foram registrados durante todo o dia nas ruas de Marselha. Após os atos violentos, 35 pessoas ficaram feridas e um torcedor se encontra em estado crítico.

O presidente da Federação Russa de Futebol (RFU) e ministro dos Esportes, Vitali Mutko, anunciou que o país vai acatar as sanções impostas pela Uefa.

A Federação Russa foi multada em 150.000 euros (170.000 dólares) pelos distúrbios provocados pelos torcedores russos no sábado passado em Marselha, incluindo brigas, cânticos racistas e uso de morteiros.

O dirigente russo, no entanto, considerou excessivas as sanções e chamou a multa de enorme, mas admitiu que esperava decisões do tipo.

"Não faz sentido apelar", disse.

A Uefa, que só tem competência para punir o que acontece dentro dos estádios, tomou as decisões depois que torcedores russos romperam o cordão de segurança do estádio 'Vélodrome' e avançaram contra os torcedores ingleses, incidentes adicionados aos confrontos registrados nas ruas da cidade.

Ao mesmo tempo, as autoridades de Marselha anunciaram que alguns torcedores russos serão expulsos do país porque representam uma ameaça para a ordem pública após os incidentes de sábado.

Em Moscou, o governo russo considerou "totalmente inadmissíveis" os incidentes violentos que envolveram hooligans russos ao redor da partida contra a Inglaterra.

"Não podemos fazer mais do que pedir a nossos torcedores que não reajam às provocações, independente de quais sejam", afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

A próxima partida da Rússia, contra a Eslováquia, será disputada na quarta-feira em Lille, o que preocupa as autoridades francesas porque no dia seguinte acontecerá o jogo entre Inglaterra e País de Gales em Lens. As cidades são separadas por apenas 40 quilômetros e novos confrontos podem acontecer, segundo a polícia.

A Rússia, sede da Copa do Mundo de 2018, encerrará sua participação na primeira fase no dia 20 de junho contra País de Gales em Toulouse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo