Esporte

Inglaterra vira nos acréscimos e vence 'derby' britânico contra Gales na Euro

16/06/2016 17h08

Lens, França, 16 Jun 2016 (AFP) - Tenso, físico e repleto de paixão, o clássico britânico entre Inglaterra e País de Gales só foi decidido nos acréscimos e terminou com vitória inglesa (2-1), nesta quinta-feira pelo Grupo B da Euro-2016.

Repletos de mudanças ao voltar do vestiário para o segundo tempo, os ingleses podem respirar aliviados graças a Jamie Vardy e Daniel Sturridge. Os dois atacantes reservas entraram em campo e salvaram a seleção do 'Três Leões', que assumiu a liderança da chave, ultrapassando justamente os galeses.

"Se não fosse pelo empate no último minuto contra Rússia (1-1, na estreia), talvez não teria vibrado tanto com essa vitória. Merecemos muito esses quatro pontos", comemorou o técnico inglês Roy Hodgson.

Com os quatro pontos, a Inglaterra assume o protagonismo do grupo, enquanto o País de Gales é o segundo com um ponto a menos, empatado com a Eslováquia. A Rússia é a lanterninha (1 ponto).

Muito cautelosos no primeiro tempo antes de se jogar com tudo ao ataque na segunda etapa, os comandados de Roy Hodgson dependem só de um empate contra a Eslováquia na última rodada, na próxima segunda-feira em Saint-Etienne, para se classificar.

Se vencerem, darão uma ajudinha ao vizinho-rival País de Gales, que no mesmo dia entra em campo contra os russos em Toulouse.

Apesar da coragem do técnico Chris Coleman, que escalou os ofensivo Ledley e Robson-Kanu como titulares, o País de Gales foi dominado pela Inglaterra, mas conseguiu abrir o placar aos 42 minutos de jogo.

Gareth Bale, estrela do Real que havia colocado fogo ao pré-jogo ao afirmar que os galeses eram mais patriotas do que os ingleses, foi o autor do primeiro gol do jogo, em cobrança de falta que o goleiro Joe Hart não conseguiu alcançar.

O gol deu a oportunidade aos torcedores galeses de provocar a Inglaterra no intervalo com gritos de "England is going home!" ("A Inglaterra vai voltar para casa!", em inglês), uma provocação referente ao canto favorito dos ingleses "Football is going home" (o futebol está voltando para casa, por se um esporte inventado na Inglaterra).

- Mudanças certeiras -O gol foi o segundo de Bale na competição e foi o primeiro de Gales numa partida contra a Inglaterra desde 1984, última vez que os 'Dragões' derrotaram o vizinho.

Rooney e companhia, que esbarravam na bem armada defesa galesa, com 11 jogadores atrás da linha da bola, pecava por excesso de prudência.

Se vendo obrigado a reagir, Hodgson tirou Sterling e Kane, que já haviam decepcionado na estreia contra a Rússia, colocando sangue novo no ataque com as entradas de Vardy e Sturridge.

As mudanças não demoraram a se mostrar certeiras, já que Vardy empatou aos 11 minutos, marcando seu 4º gol em nove jogos pela seleção.

A pressão continuou, os galeses se seguraram como podiam, satisfeitíssimos com um empate que ainda lhes valeria a liderança da chave.

Apostando no tudo ou nada, Hodgson colocou o jovem Rashford nos minutos finais e o atacante de 18 anos do Manchester United foi fundamental para a virada, tocando para Sturridge marcar o gol da vitória inglesa no último lance do jogo.

"É claro que estou muito enormemente decepcionado, mas ao mesmo tempo orgulhoso de todo mundo. Como sempre, demos tudo de nós em campo e sempre digo que se formos eliminados dando 100%, não podemos fazer nada", lamentou Bale após o jogo.

Já Vardy, que entrou no lugar de Sterling e anotou seu primeiro gol na competição, comemorou o resultado que coloca a Inglaterra mais perto da classificação.

"Todo mundo quer ser titular, mas é um esporte de equipe. Estamos todos unidos. Quando você sai do banco, você quer ser decisivo e eu tive a sorte de conseguir ser", afirmou o ídolo do campeão inglês Leicester.

Já Hodgson reconheceu que a decisão de colocar Vardy e Sturridge no intervalo foi "a melhor desde o início do torneio". "Aconteceu algo parecido com a França, ontem, contra a Albânia. Griezmann e Pogba entraram no decorrer da partida e mudaram a cara do jogo", lembrou o treinador.

Lutando pela supremacia britânica, os duas equipes fizeram duelo físico e de muita tensão, cada uma respeitando a estratégia que se propôs a seguir, num confronto que lembrou a intensidade da Premier League. No fim, os ingleses arrancaram a quinta vitória seguida sobre os galeses.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo