Esporte

Bélgica vence Irlanda e se recupera na Eurocopa

18/06/2016 14h27

Bordéus, França, 18 Jun 2016 (AFP) - A Bélgica derrotou por 3 a 0 a Irlanda, com direito a dois gols de Romelu Lukaku, neste sábado em Bordeaux, pela segunda rodada do Grupo E da Eurocopa-2016, e se recuperou na chave, após estrear com derrota no 'Grupo da Morte' da competição.

Todos os gols da partida foram marcados no segundo tempo e Romelu Lukaku foi responsável por dois deles, aos 3 e 25 minutos. Completou o placar o meia Axel Witsel, aos 16.

Os dois gols foram um alívio para Lukaku, criticado pela torcida belga pela atuação apagada na estreia contra a Itália. O atacante finalizou com precisão dois rápidos contra-ataques belgas, o primeiro puxado por Kevin de Bruyne e o segundo por Eden Hazard, os dois craques do time.

"Me esforcei ao máximo contra a Itália e hoje as coisas deram mais certo. Tentei ajudar a equipe e funcionou. Estou feliz de ter respondido bem, não era fácil depois das críticas, mas o futebol é assim, é preciso saber responder", comemorou o atacante do Everton, da Inglaterra.

Foi o resultado mais contundente registrado até agora na Euro, ao lado da vitória na sexta-feira da Espanha sobre a Turquia pelo mesmo placar.

Após duas rodadas no Grupo E, a Itália, classificada com antecedência às oitavas de final ao derrotar na sexta-feira a Suécia por 1 a 0, lidera a chave com 6 pontos, enquanto a Bélgica se recuperou e assumiu a segunda colocação com 3 pontos. Suécia e Irlanda têm apenas um ponto.

Já a Irlanda, que empatou em 1 a 1 com a Suécia na estreia, vê suas chances de classificação diminuírem. Na última rodada, terá pela frente a líder Itália.

"Aceitamos o fato da Bélgica ser a equipe mais talentosa da competição, mas os gols que sofremos não foram geniais", lamentou o técnico irlandês, Martin O'Neill.

A derrota por 2 a 0 na estreia para a Itália havia gerado muita preocupação na Bélgica, vice-líder do ranking da Fifa e tida como uma das favoritas ao título continental.

A vitória permite aos 'Diabos Vermelhos' recuperarem o otimismo na disputa de sua primeira Eurocopa desde que foram anfitriões em 2000, quando não passaram da primeira fase.

O único motivo de preocupação para a Bélgica é o estado de saúde de Yannick Carrasco, que recebeu uma forte entrada no final do primeiro tempo, precisando ser atendido pelos médicos. Carrasco voltou para o segundo tempo, mas acabou substituído pelo técnico Marc Wimots aos 18.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo