Esporte

CR7 perde pênalti, Portugal vacila e só empata com Áustria

18/06/2016 20h14

Paris, 18 Jun 2016 (AFP) - Pela segunda partida consecutiva na Euro-2016, Portugal foi incapaz de garantir a vitória, apesar do maior volume de jogo e das inúmeras chances criadas, inclusive um pênalti desperdiçado por Cristiano Ronaldo, empatando neste sábado em 0 a 0 com a Áustria, em Paris.

Ao entrar em campo pela 128º vez com a camisa da seleção portuguesa, o astro do Real Madrid se tornou o jogador que mais vezes defendeu o país, superando outro astro luso, o ex-atacante Luis Figo, que assistiu à partida da tribuna de honra do estádio Parque dos Príncipes.

O recorde que CR7 queria e buscava, porém, era outro: se tornar o primeiro jogador da história a marcar um gol em quatro edições seguidas da Eurocopa, algo que o sueco Zlatan Ibrahimovic também tentou sem sucesso na derrota para a Itália (1-0), na sexta-feira.

"Não pude fazer gol nesta noite e estou decepcionado, ainda mais porque estou me sentindo bem fisicamente", lamentou o craque de 31 anos, em declarações publicadas no site da Uefa. "Perdi um pênalti, mas futebol é assim. Tenho certeza que vamos elevar nosso nível de jogo para chegar à final", completou.

Ao ser perguntado sobre o pênalti perdido por Cristiano, o técnico de Portugal, Fernando Santos, apenas respondeu que "prefere não falar sobre o assunto".

- 'Final' contra Hungria -Já o técnico da Áustria, Marcel Koller, não escondeu o alívio com a cobrança desperdiçada pelo astro português. "Ainda bem que Cristiano não fez esse pênalti. Ele criou várias, chances, quando se enfrenta um jogar como esse, é preciso estar a 100%", comentou.

CR7, assim como 'Ibra', acabou passando em branco, mas, ao contrário do centro-avante sueco, não foi por falta de tentativa ou de oportunidades.

Os comandados do técnico Fernando Santos dominaram completamente a posse de bola e criaram diversas chances de gol, mas esbarraram na trave e na grande atuação do goleiro austríaco Robert Almer.

"Infelizmente a bola não entrou hoje. Criamos muitas chances, mas a bola não quis entrar. Não lembro de uma jogada perigosa da Áustria em todo o jogo, então defendemos bem também. Tenho certeza que conseguiremos marcar na próxima partida e avançar às oitavas", analisou o meia João Moutinho, eleito o melhor jogador da partida.

"Não adianta falar muito, não serve para nada. Temosque focar na próxima etapa, não há tempo de lamentar. Na quarta-feira, teremos uma final contra a Hungria", avisou o técnico Fernando Santos.

De fato, a seleção lusa, que soma apenas dois pontos em dois jogos pelo grupo F, precisa da vitória para se classificar para as oitavas.

Mais cedo, a Hungria se manteve a ponta, com quatro, ao empatar em 1 a 1 com a Islândia, que tem os mesmos dois pontos de Portugal. A Áustria ocupa a lanterna, com apenas um, mas ainda pode se classificar se derrotar os islandeses.

- Almer e trave salvam Áustria -Em Paris, CR7 teve a primeira grande chance de abrir o placar aos 22 minutos de jogo, pegando de primeira um ótimo cruzamento rasteiro de Guerreiro, mas mandou para fora.

Aos 29, foi a vez de Nani aparecer dentro da área para finalizar de cabeça um cruzamento vindo da esquerda. A bola foi teimosamente parar na trave.

No segundo tempo, a Áustria, que também chegou ao duelo precisando da vitória para não complicar de vez as chances de avançar às oitavas de final, deu sinal de vida logo aos 2 minutos.

No lance, Ilsanker recebeu no meio de campo, correu com a bola até a entrada da área e armou um forte chute que Rui Patrício precisou se esticar para defender.

O perigo austríaco, porém, foi mera ilusão e Portugal retomou rapidamente o controle da partida.

Almer continuou defendendo o bombardeio luso, para azar de Cristiano Ronaldo, que acertou uma bomba aos 10 e uma forte cabeçada aos 12, ambas defendidas pelo goleirão do Áustria Viena.

As chances de balançar as redes eram boas, mas nada comparado ao pênalti que CR7 sofreu aos 33, quando foi agarrado por Hinteregger dentro da pequena área.

A maior estrela da Euro foi para a cobrança, chutou forte e colocado, mas acertou a trave de Almer, que pulou para o lado errado.

Aos 38, Cristiano finalmente conseguiu balançar as redes austríacas, numa linda cabeçada que Almer só conseguiu fazer golpe de vista, mas o atacante português estava impedido e o árbitro anulou o lance, confirmando apenas o segundo 0 a 0 desta Eurocopa e complicando a vida de Portugal, que terá que encontrar um jeito de marcar gols se quiser chegar ao mata-mata da competição.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo